Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)


Terça-feira, 21.02.17

Vieiras gratinadas

IMG_8022.JPG

Há muito tempo que andava para experimentar fazer vieiras. Sim, afinal, os programas culinários de tv passam a vida a bombardear-nos com elas... E têm sempre um aspecto tão maravilhoso, além dos chefs televisivos dizerem que são suaves, tenras, etc e tal. Nos ditos programas, as vieiras são sempre frescas e parecem de fácil acesso, até porque nos mostram qualidades diferentes (mais adocicadas, mais ácidas). Os franceses adoram...

Enfim, por cá o panorama não é bem igual. As tais vieiras são difíceis de encontrar. Quando se encontram são congeladas e parecem todas iguais. Apenas tem a opção de comprar as vieiras em miolo (num saquinho) ou em meia concha. A maioria das que se encontram em meia concha já vem semi-cozinhada / temperada (sem deixar muito espaço à imaginação). O preço? É de fugir, acreditem! A menos que apanhem alguma promoção, o que é raro.

Bem, mas voltando ao que interessa... Lá me decidi por um saco de miolo de vieiras congeladas e por com ele dar asas à minha imaginação. O resultado foi uma deliciosa entrada para o jantar do Dia dos Namorados.

Valeu a pena, acreditem. As vieiras são mesmo muito boas. Tão boas como parecem nos programas televisivos :)

IMG_8025 (2).JPG

INGREDIENTES

400 g de miolo de vieiras congeladas

1 alho francês

1 bom dente de alho

70 g de tirinhas de bacon fumado

1 ou 2 limões (consoante o gosto)

manteiga q.b.

250 ml de béchamel

queijo ralado q.b. para polvilhar (usei uma mistura de mozarella com emmental)

sal e pimenta q.b.

coentros frescos q.b,

1 molho de espargos verdes frescos

IMG_8016.JPG

IMG_8020.JPG

PREPARAÇÃO

Descongele muito bem as vieiras e escorra-as bem.

Comecei por saltear os espargos (depois de bem lavados e com os pés cortados pelo sítio em que dobram) em manteiga, com alho picado e sumo de 1 limão. Temperei com sal. 

Cinco a seis minutos devem ter sido suficientes; pelo meio tive o cuidado de os virar. Eles querem-se al dente. Retirei-os da frigideira e reservei.

Pré-aqueci o forno.

Juntei o alho francês partido em rodelas finas e um fio muito prequeno de azeite. Mexi. Acrescentei as vieiras, que temperei com pimenta (pois já havia sal na frigideira, dos espargos). Alourei-as cerca de 1 minuto de cada lado e reguei com mais sumo de limão. Elas não devem ser demasiado cozinhadas, para que não se tornem duras ou borrachosas. Retirei-as do lume para um pirex e reservei.

Na frigideira, ainda ficaram o alho francês e o alho. Juntei o bacon e deixei-o cozinhar um pouco. 

Adicionei o béchamel e mexi.Depois de tudo estar bem incorporado, voltei a juntar-lhes as vieiras, por uns segundos. Salpiquei com coentros frescos picados e verti este preparado no pirex. Polvilhei com o queijo ralado e levei ao forno a gratinar. Poucos minutos, apenas os suficientes para o queijo derreter.

Servi as vieiras acompanhadas dos espargos verdes salteados. Combinação excelente!

IMG_8021 (2).JPG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Sexta-feira, 03.02.17

Pão com farinheira

IMG_7936.JPG

Esta também é uma receita de pão recheado mas diferente daquelas de pão alentejano, em que se abre uma tampa... Apesar disso, a base do recheio é semelhante, embora altere em quantidades (aqui precisa de menos) e agora usei farinheira em vez de linguiça. É super delicioso e serve igualmente como entrada para um almoço ou jantar ou, então, como um simples petisco ou lanchinho.

Na verdade, este pão da foto, foi gulosamente comido na minha casa numa tarde fria de um domingo deste novo ano de 2017! Daqueles em que nem dá vontade de sair, apenas de ficar enroscadinhos em mantas em frente à TV. E soube-nos tão bem!!!!

Em 20 minutos estava pronto... Só para que vejam, fi-lo num intervalo da série a que estavamos a assistir:)

IMG_7937.JPG

 INGREDIENTES

1 pão grande da avó

1 farinheira de boa qualidade

1 bom dente de alho

1 cebola pequena picada

50 gr de queijo emmentall ralado

150 gr de queijo mozzarella ralado

2 colheres de sopa de maionese

1 colher de sopa de natas

sumo de meio limão

manjericão e orégãos q.b. (especiarias)

um raminho de coentros frescos picados

 

PREPARAÇÃO

Comece por cortar o pão em linhas diagonais num sentido e depois corte novamente no sentido inverso por forma a obter uma espécie de quadrícula, com o cuidado de não cortar até ao fundo completamente. A ideia é ficar com uma espécie de cubos agarrados à base do pão. Reserve.

Numa frigideira leve um fio (muito pequeno) de azeite ao lume com o alho e a cebola picados finamente. Quando começarem a alourar, acrescente a farinheira (com a pele retirada previamente) e partida em pedaços pequeninos. Mexa e cozinhe até a farinheira começar a ficar desfeita, assim com um aspecto mais empapado. Junte a maionese, o manjericão e os orégãos e envolva tudo muito bem. Acrescente os queijos e quando estes estiverem quase completamente derretidos acrescente as natas e o sumo de limão e volte a envolver todo o preparado. Rectifique o tempero e adicione bastantes coentros frescos picados. Retire do lume e verta este preparado com cuidado por cima do pão, ajudando com um garfo ou faca a que ele se vá entranhando no pão, escorrendo para dentro das linhas dos quadrados. Leve o pão recheado ao forno por 10 minutos, até ficar mais dourado.

Coma e delicie-se!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Quinta-feira, 02.02.17

Pão recheado com linguiça

unnamed (41).jpg

Bem, este pão recheado é um pecado! Um verdadeiro deleite para a gula... Um crime para a dieta, é verdade... Mas, de vez em quando, sabe bem cometer estes desvios! E, apesar de me saber sempre bem todo o ano, acho que é perfeito para dias frios de Inverno... Hum, é tão aconchegante!

unnamed (42).jpg

INGREDIENTES
1 bom pão alentejano ou de Rio Maior

3 linguiças

5 colheres de sopa de maionese

150 gr de queijo mozzarella ralado

150 gr de queijo emmental

1 boa cebola (ou 2 pequenas)

1a 2 dentes de alho

100 ml de béchamel (para levar menos maionese)

fio de azeite

manjericão (especiaria) q.b.

coentros frescos q.b.

pimenta

* Se quiser, adicione 1 colher de chá de mostarda tipo Dijon

unnamed (40).jpg

 PREPARAÇÃO

Comece por abrir uma tampa no pão.

Retire-lhe o máximo de miolo possível e depois, parta-o em lascas porque servirá para fazer tostas. Reserve.

Num fio de azeite, leve numa frigideira ao lume os dentes de alho e as cebolas picadas. Assim que começarem a dourar junte as linguiças partidas em pedacinhos pequenos e deixe cozinhar 1 ou 2 minutos. Acrescente o bechamel e a maionese e mexa bem. Se optar pela mostarda, é agora que a deve introduzir. Tempere com pimenta a gosto. Depois, adicione os queijos e incorpore tudo muito bem, quando começarem a derreter, polvilhe bem com as ervas picadas e retire do lume. Recheie o pão com este preparado e tape com a tampa feita de pão.

Disponha num pirex, rodeado das lascas de pão. Cubra com papel de alumínio. Leve ao forno por 15 minutos. Depois, retire o papel de alumínio e volte a levar ao forno até o pão lhe parecer estaladiço! E está prontinho a comer!

NOTA: Tem bastante recheio, pelo que o pão deve ser grandinho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Domingo, 26.10.14

Peixinhos da horta

Eu funciono muito com odores, sabores... Tenho uma memória muito afectuosa:) Os meus afectos têm, maioritariamente, cheiro, paladar. Os peixinhos da horta fazem-me lembrar a casa dos meus avós paternos, que embora não visse muito e quando criança não apreciasse esta iguaria. Mas fazem! E hoje adoro peixinhos da horta, coisa que quando miúda apenas achava graça ao nome mas pensava sempre que deviam ser de peixe e não de legumes:)

 

INGREDIENTES

500 gr de feijão verde

100 gr de farinha

0,5 dl de azeite

1 ovo

sal e óleo q.b.

 

PREPARAÇÃO

Arranje o feijão verde e coza em água com sal. Escorra-o e deixe arrefecer. Reserve.

Misture a farinha com o leite e o ovo. Tempere com sal, mexa e deixe repousar.

Aqueça o óleo. Mergulhe o feijão verde, até mais de metade no polme (ou completamente, se preferir). Frite-o.  Repita o processo. Escorra. Depois, está pronto a servir. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Segunda-feira, 07.04.14

Bolinhas de farinheira

Para os amantes de enchidos, especialmente de farinheira, aqui estão umas bolinhas saborosas. Aliás, estas bolinhas ou "croquetes" (como lhes queiram chamar) andam na "moda". Experimentei algumas receitas mas confesso que com as quantidades indicadas nas referidas, achei as bolinhas enjoativas. E os provadores oficiais cá de casa também. A maioria leva apenas queijo e farinheira e, quanto a mim, farinheira numa proporção um pouco exagerada... Faltava-lhes algo... Algo que tornasse o sabor mais suave, para começar... e isso consegui diminuindo a farinheira e aumentando o queijo... mas mesmo assim continuava a faltar um ingrediente que lhes conferisse um sabor mais fresco... coentros! Como sou fã de coentros achei que combinaram na perfeição e ajudaram a refrescar, realmente, as bolinhas! Estas podem ser feitas no forno ou fritas. Confesso que as acho mais crocantes na frigideira... mas isso, será uma opção de cada um...

Bem, e com as bolinhas de farinheira podemos ter uma entrada ou uma refeição principal, se as acompanharmos, por exemplo, com arroz e salada ou com arroz e esparregado de espinafres.

 

INGREDIENTES para cerca de 16 BOLINHAS

1 farinheira

2 sacos de queijo mozarela ralado (=400 gr)

1 raminho de coentros

óleo para fritar q.b. (caso optem por fritá-las)

pão ralado q.b.

cerca de 3 ovos batidos (para passá-las por eles e ajudar a fixar o pão ralado)

PREPARAÇAO

Tirar a pele à farinheira, parti-la em pedacinhos pequeninos e juntá-la ao queijo, numa tigela. Com as mãos ir amassando bem, misturando bem os dois ingredientes até obter uma massa bem homogénea. Acrescentar coentros picados e voltar a amassar.

Depois, também com as mãos, moldar bolinhas (pouco maiores que uma bola de ping-pong).

Num prato, dispor bastante pão ralado e noutro (mais côncavo, talvez) os ovos batidos. Passar cada bolinha pelo ovo e de seguida pelo pão ralado (aconselho a passarem duas vezes cada bolinha, ajuda a que fique mais firme e estaladiça, mas a 2ª vez de forma mais breve possível, para que vá com menos pão ralado). E fritar em óleo quente. Atenção: elas queimam num instante, pelo que esta parte do processo é muito rápida e devem virá-las "constantemente".

Por fim, colocar sobre papel absorvente, para que sequem o máximo possível do óleo... Prontas!

  

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Sábado, 29.03.14

Quadrados folhados de camarão e bróculos

 

Esta é mais uma versão dos quadrados folhados, desta vez com camarão. Como já tinha dito, quando aqui publiquei a receita dos quadrados folhados de pescada, esta receita tanto serve como entrada/petisco como refeição. Tudo depende se lhes acrescenta algum acompanhamento ou não. E como acompanhamento posso sugerir um arroz branco, ou um arroz com algum legume (como ervilha ou cenoura) ou apenas um simples esparregado de espinafres. Estes quadrados são muito vistosos, dá gosto olhar para eles... e são saborosos!

INGREDIENTES para 6 QUADRADOS

6 folhas quadradas de massa folhada fresca de compra (usei a do Pingo Doce)

24 camarões grandinhos (4 por cada quadrado)

1 embalagem de bróculos congelados (das pequenas)

4 dentes de alho

1 colher de sopa de manteiga (uso Matinal Magra)

1/2 embalagem de queijo creme Philadelfia (= 100 gr)

200 ml de béchamel

1 caldo knorr de galinha

sal, gengibre, pimenta, açafrão e caril q.b. (só 1 a 2 pitadas)

cebolinho fresco

coentros frescos

3 colheres de sopa de vinho branco 

1 ovo (para pincelar)

  

  

PREPARAÇÃO

Preparar a massa tal como indica na embalagem. Coloquei 2 quadrados de massa folhada (com os respectivos papéis vegetais que já traziam e pincelados com ovo) de cada vez num pirex (porque não gosto de usar o tabuleiro do próprio forno) e levei ao forno pré-aquecido. Levei 2 a 2. Cada vez demorou cerca de 10 minutos.

Descasquei os camarões (que comprei já cozidos) e reservei.

Cozi levemente os bróculos em água com sal, apenas uma "entaladela". Escorri-os e reservei.

Numa frigideira, levei ao lume com a manteiga, o caldo knorr e os alhos picados. Deixei alourar e adicionei o vinho branco. Passado 1 minuto, juntei os camarões. Temperei com 1 pitada de gengibre, 2 de caril, 2 de açafrão e 2 de pimenta. Mexi bem. Deixei fritar uns 2 a 3 minutos. Retirei os camarões da frigideira, coloquei num prato. Reservei. Na mesma frigideira, ainda com os alhos e todo o tempero que lá tinha ficado dos camarões, salteei os bróculos, durante 5 ou 6 minutos. Retirei-os ainda rijinhos e com aquela cor bem verdinha! Reservei-os, num pratinho também. De seguida, ainda na mesma frigideira, coloquei o queijo e o béchamel. Deixei que se dissolvessem e fundissem num creme homogéneo, que polvilhei com cebolinho fresco picado. Retirei do lume e reservei.

Agora, a facílima montagem: barrar cada quadrado com 1 a 2 colheres de sopa do creme, dispôr por cima 4 camarões e enfeitar com bróculos. Sapicar com mais creme e polvilhar com (poucos) coentros frescos picados. Obviamente, repetir a operação em todos os quadrados...

Aconselho, se for para efeito de prato principal, a servir morno. É mais agradável:)

 

DICA: Se quiser tornar a receita ainda menos calórica, use queijo creme light ou elimine-o simplesmente da receita:)

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Sexta-feira, 28.03.14

Quadrados folhados de pescada e legumes

Bem sei que o doce nunca amargou, mas vamos lá tornar a coisa mais "light"! Vamos lá aligeirar a digestão... O paladar não, esse tenta nunca aligeirar-se! Então, hoje trago uma receita que inventei e todos os meus provadores oficiais aprovaram. O bom regresso à pescada! Isso! Mas esta brincadeira culinária tanto serve como entrada (sem acompanhamento) como pode ser degustada como prato principal. E resulta numa refeição muito agradável, se acompanhada com arroz branco e bróculos (ou salada), por exemplo. Digo mais: pode até resultar numa óptima receita saudável se optar mesmo por acompanhar um único quadradinho destes com um legume à sua escolha. Isto,  para quem deseja manter a linha, já que imagino que não tenha muitas calorias. Eu acho que os bróculos combinam na perfeição e foi o que fiz para me redimir dos bolinhos anteriores...  Redimi-me com classe e sabor:)

INGREDIENTES para 6 Quadrados

6 quadrados de massa folhada fresca de compra

4 medalhões de pescada

2 alhos franceses

1/2 pimento vermelho

7 tomatinhos cereja (tomatinhos "bebés")

3 dentes de alho

1 colher de sopa de manteiga

1 mão cheia de azeitonas verdes recheadas com pimento (daquelas de frasco)

2 colheres de sopa de polpa de tomate

1 caldo knorr de galinha

sal, pimenta, açafrão e orégãos q.b

umas folhas de manjericão fresco

vinho branco q.b.

1 ovo (para pincelar) 

 

PREPARAÇÃO

Preparar a massa tal como indica na embalagem. Coloquei 2 quadrados de massa folhada (com os respectivos papéis vegetais que já traziam e pincelados com ovo) de cada vez num pirex (porque não gosto de usar o tabuleiro do próprio forno) e levei ao forno pré-aquecido. Levei 2 a 2. Cada vez demorou cerca de 10 minutos.

Cozi os medalhões de pescada à parte e reservei.

Numa frigideira, levei ao lume, a colher de manteiga com o caldo knorr, os alhos picados, o pimento e os tomatinhos picados, os alhos franceses partidos em rodelas finas e deixei alourar. Reguei com um pouco de vinho branco e mexi. Acrescentei, de seguida, os temperos (a meu gosto): açafrão, pimenta e orégãos. Adicionei a polpa de tomate e misturei bem, para que tudo ficasse bem envolvido. Deixei cozinhar mais 2 ou 3 minutos e juntei a polpa de tomate. Depois, coloquei os medalhões de pescada dentro desta mistura (cozidos e escorridos) e esmaguei-os com um garfo de pau. Polvilhei com manjericão picado. Mexi tudo muito bem e, por fim, adicionei as azeitonas cortadas em rodelas fininhas.

Deixei apurar mais 1 ou 2 minutos.

Às colheradas, coloquei este preparado por cima de cada quadrado de massa folhada e polvilhei com mais um pouco de manjericão picado.

Repeti esta operação até terminar o "creme de pescada e legumes" e os quadrados folhados.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Sábado, 15.03.14

Petiscar chouriço, morcela e farinheira

Fim de semana... Que tal uns petiscos? Com os amigos, com a família, com ambos? Uns miminhos para o fim de semana?

A sério... para petiscar a meio da tarde ou para servir como entradas, os enchidos nacionais são de comer e chorar por mais. Assim, aqui ficam ideias rápidas e saborosas!

 

Chouriço assado

 

INGREDIENTES

2 chouriços de carne

1 dl de alcool (pelo menos)

 

PREPARAÇÃO

Golpeie os chouriços de ambos os lados (como se o fosse partir às rodelas). Verta o álcool na parte inferior da assadeira e coloque os chouriços por cima. Acenda (pegue fogo ao alcool) e deixe assar. Vá virando de vez em quando.

Morcela de arroz

 

INGREDIENTES

1 morcela de arroz

2 dentes de alho

1 cebola

água e hortelã q.b.

 

PREPARAÇÃO

Leve um tacho ao lume com água , a cebola, os alhos e a hortelã. Junte a morcela e deixe cozer, entre 10 a 15 minutos. Depois de cozido, retire o enchido, corte-o às rodelas e sirva.

 

 

Farinheira

 

INGREDIENTES

1 farinheira

água e sal q.b.

 

PREPARAÇÃO

Pique a farinheira com um garfo ou espete 2 palitos nas extremidades. Coloque-a num tacho com água e sal, em quantidade suficiente para a cobrir. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Sexta-feira, 07.02.14

Paté de atum à minha moda

 

Esta receita de paté rende bastante (2 tigelas) e é frequente cá por casa sempre que há jantares com amigos, festas e... quando nos apetece um miminho extra. Às vezes, no Verão, para barrar umas sandes que se enriquecem com uma folha de alface e uma rodela de tomate, também se faz:) Mas de tempos a tempos, pois a maionese em excesso não é saudável. E surgiu porque todos gostamos de atum, de maionese... e os patés comprados não satisfazem o paladar.

A olho (como o músico que toca uma melodia por ouvido) fui magicando, atum, maionese, natas (que já retirei da receita), pimenta, manjericão, orégãos, alho em pó (facultativo), azeite... Depois, vieram as azeitonas pretas... Enfim, depois de várias experiências, ficou aprovada por unanimidade e com sêlo de garantia da aprovação apurada da filha mais crescida a seguinte...

 

INGREDIENTES

2 a 3 latas pequenas de atum (consoante gostem com sabor mais intenso ou não)

1 frasco de maionese de 400 ml (uso Calvé, normalmente sempre é menos calórica do que a de adorar a Vianesa de azeite)

1 raminho de coentros frescos picados

1 mão cheia de azeitonas pretas descaroçadas e partidas às rodelas (corta o sabor enjoativo e já se compra em frascos)

1 colher de chá de azeite

pimenta, orégãos e manjericão (especiarias) a gosto

 

PREPARAÇÃO

Numa tigela colocar o atum previamente escorrido e partido grosseiramente com a maionese, os coentros, a colherzinha de azeite e as azeitonas. Passar com a varinha mágica.  Provar para ver se está a gosto (em termos de azeitonas) e adicionar as especiarias. Passar novamente. 

Colocar nas tigelas. Está pronto a servir. 

Pessoalmente, gosto de barrá-lo em mini tostas e de colocar por cima uma rodelinha de azeitona em cada tosta. Além de ficar bonito ainda lhe confere um sabor mais interessante pela junção de texturas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Quinta-feira, 30.01.14

Saladinha de polvo

 

 

Quem resiste a uma saladinha de polvo?! Um petisco tão português!!! Eu não! No outro dia fiz arroz de polvo e como o polvo era mesmo grande decidi reservar 2 tentáculos para fazer uma saladinha de polvo.

É super simples (especialmente se já tiver o polvo cozido) e rápido. Dá uma óptima entrada e/ou um petisco de meio de tarde muito agradável.

Não se esqueça de uns pãezinhos quentinhos para molhar no molho:)

Eu fiz a pensar que as crianças não iam querer mas quiseram... portanto, provaram 5... Mas, na realidade, esta quantidade não dá para mais que 3 pessoas. Portanto, tenha isso em atenção.

 

INGREDIENTES

2 tentáculos (de um polvo de cerca de 3,250 kg)

1/2 cebola grande

1/4 de pimento encarnado jeitoso

raminho de coentros

manjericão em folha (daqueles pacotes ou frascos de especiarias), pimenta, azeite virgem extra e vinagre de vinho branco q.b

 

PREPARAÇÃO

Corte o polvo previamente cozido aos bocados. Pique a cebola e o pimento encarnado. Misture. Tempere com azeite, vinagre, manjericão e pimenta a gosto (eu não vi necessidade de usar sal) e volte a envolver tudo. Por fim, polvilhe generosamente com coentros frescos picados.

Leve ao frigorífico. É melhor fresquinha e ganha uma consistência mais rijinha.

Prontinho!

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Bons Garfos que me visitaram

Hit Counters
HTML Hit Counter


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Top blogs de receitas


Bons Garfos que fiz

  •  
  • APRESENTAÇÃO DA MINHA COZINHA...

  •  
  • Bolos

  •  
  • Bolos de tabuleiro

  •  
  • Doces de colher

  •  
  • Outros Doces

  •  
  • Quiches & Similares

  •  
  • Saladas

  •  
  • Entradas & Petiscos

  •  
  • Sopas

  •  
  • Carnes

  •  
  • Peixes

  •  
  • Mariscos

  •  
  • Moluscos

  •  
  • Outros pratos

  •  
  •  
  • Acompanhamentos

  •  
  • Receitas + saudáveis (menos calóricas)

  •  
  • Idéias Rápidas

  •  
  • Sugestões de decoração

  •  
  • Curiosidades sobre...

  •  
  • Para meter o garfo e a colher...

  •  
  •  
  •  
  •  
  • OUTRAS COZINHAS QUE VISITO

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • MAIS SOBRE MIM (PINTURA)



    Bons garfos cá por casa


    My Stick Family from WiddlyTinks.com