Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)


Quarta-feira, 22.02.17

Filetes de pescada no forno com maionese

IMG_8027.JPGIMG_8026.JPG

Tal como o prometido, aqui estão os filetes de pescada no forno com maionese que fiz para o jantar do Dia dos Namorados. São simples, super rápidos e muito saborosos. Um pouco calóricos - é facto -, já que levam maionese. Contudo, a pescada é leve, sempre é um peixe magro... Podia adicionar-se queijo ralado mas não o fiz, acho dispensável. De verdade. 

Esta é uma receita para todas as ocasiões. Pode ser para um dia de semana, dada a sua simplicidade, como para um jantar mais especial, pois tem sempre um aspecto requintado...

Cá por casa, todos apreciam bastante. 

Acompanhei com arroz branco e com bróculos.

IMG_8028.JPG

INGREDIENTES (serve 6 pessoas à vontade)

1 kg de filetes de pescada

2 a 3 limões (sumo)

2 a 3 dentes de alho

sal e pimenta q.b.

1 fio de azeite

maionese suficiente para barrar os filetes

coentros frescos e manjericão q.b.

IMG_8018.JPG

PREPARAÇÃO

Se os filetes forem congelados, descongele-os primeiro.

Tempere-os com sal e pimenta e sumo de 2 limões. Deixe-os marinar, pelos menos 1 hora.

Unte com um pequeno fio de azeite um pirex de ir ao forno (não exagere, apenas o suficiente para que depois o peixe asse melhor, sem se colar ao fundo). Polvilhe o mais homogeneamente possível com alho picado. Disponha os filetes por cima. Esprema-lhes o sumo de 1 limão. De seguida, verta algumas colheradas de maionese e esfregue-os (com as mãos limpas) de um lado e de outro. Termine, colocando maionese por cima onde faltar e polvilhando com coentros e manjericão picados. Leve ao forno, até ter um aspecto gratinado. Diria que cerca de meia hora.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Sexta-feira, 28.03.14

Quadrados folhados de pescada e legumes

Bem sei que o doce nunca amargou, mas vamos lá tornar a coisa mais "light"! Vamos lá aligeirar a digestão... O paladar não, esse tenta nunca aligeirar-se! Então, hoje trago uma receita que inventei e todos os meus provadores oficiais aprovaram. O bom regresso à pescada! Isso! Mas esta brincadeira culinária tanto serve como entrada (sem acompanhamento) como pode ser degustada como prato principal. E resulta numa refeição muito agradável, se acompanhada com arroz branco e bróculos (ou salada), por exemplo. Digo mais: pode até resultar numa óptima receita saudável se optar mesmo por acompanhar um único quadradinho destes com um legume à sua escolha. Isto,  para quem deseja manter a linha, já que imagino que não tenha muitas calorias. Eu acho que os bróculos combinam na perfeição e foi o que fiz para me redimir dos bolinhos anteriores...  Redimi-me com classe e sabor:)

INGREDIENTES para 6 Quadrados

6 quadrados de massa folhada fresca de compra

4 medalhões de pescada

2 alhos franceses

1/2 pimento vermelho

7 tomatinhos cereja (tomatinhos "bebés")

3 dentes de alho

1 colher de sopa de manteiga

1 mão cheia de azeitonas verdes recheadas com pimento (daquelas de frasco)

2 colheres de sopa de polpa de tomate

1 caldo knorr de galinha

sal, pimenta, açafrão e orégãos q.b

umas folhas de manjericão fresco

vinho branco q.b.

1 ovo (para pincelar) 

 

PREPARAÇÃO

Preparar a massa tal como indica na embalagem. Coloquei 2 quadrados de massa folhada (com os respectivos papéis vegetais que já traziam e pincelados com ovo) de cada vez num pirex (porque não gosto de usar o tabuleiro do próprio forno) e levei ao forno pré-aquecido. Levei 2 a 2. Cada vez demorou cerca de 10 minutos.

Cozi os medalhões de pescada à parte e reservei.

Numa frigideira, levei ao lume, a colher de manteiga com o caldo knorr, os alhos picados, o pimento e os tomatinhos picados, os alhos franceses partidos em rodelas finas e deixei alourar. Reguei com um pouco de vinho branco e mexi. Acrescentei, de seguida, os temperos (a meu gosto): açafrão, pimenta e orégãos. Adicionei a polpa de tomate e misturei bem, para que tudo ficasse bem envolvido. Deixei cozinhar mais 2 ou 3 minutos e juntei a polpa de tomate. Depois, coloquei os medalhões de pescada dentro desta mistura (cozidos e escorridos) e esmaguei-os com um garfo de pau. Polvilhei com manjericão picado. Mexi tudo muito bem e, por fim, adicionei as azeitonas cortadas em rodelas fininhas.

Deixei apurar mais 1 ou 2 minutos.

Às colheradas, coloquei este preparado por cima de cada quadrado de massa folhada e polvilhei com mais um pouco de manjericão picado.

Repeti esta operação até terminar o "creme de pescada e legumes" e os quadrados folhados.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Terça-feira, 11.03.14

Caldeirada de lulas e pescada

 

Caldeirada de lulas, receita original da minha avó, que a fazia deliciosa e com frequência.  Do meu cunho, acrescentei-lhe os medalhões de pescada - que não retiram o sabor ao prato e ajudam a enchê-lo de modo mais económico quando assim houver necessidade. Por esta altura, já devem pensar "Esta rapariga só come pescada! Ou esta rapariga não sabe dar descanso à pescada?!"... ah, ah! Sei! Mas é verdade que, apesar de tudo, continua a ser um dos meu peixes preferidos, das crianças também e, além disso, serve muito bem ou para acrescentar pratos deste género ou para confeccionar outros (só de pescada) muito rápidos para dias em que nem sabemos o que vamos fazer para o jantar! Ok, mea culpa: sou fã!

Agora, vamos às lulas... Gosto imenso.  Mas é algo que faço de tempos a tempos, pois encolhem e para nós que somos muitos e (pior) comilões acabam por não render... Ah, mas há alguns pratitos com lulas, como esta caldeirada, que não dispenso fazer de vez em quando. Esta caldeirada é muito simples e saborosa.

 

INGREDIENTES para 5 ou 7 Pessoas

2 kgs de lulas limpas congeladas

2 tomates maduros

1/2 pimento vermelho

1 a 2 cebolas

3 dentes de alho

1 cálice generoso de vinho branco

1 pacote pequeno de polpa de tomate

água, azeite, sal, orégãos, manjericão e pimenta q.b.

2 folhas de louro

1 caldo knorr de galinha

1 raminho de coentros

cerca de 1,5 kg de batatas

+ 4 medalhões de pescada (se for para 6 a 7 pessoas)

 

PREPARAÇÃO

Comece por semi-cozer as lulas num tacho à parte. De seguida, escorra-as. Abra-as para verificar como está o seu interior, apesar de limpas algumas ainda trazem uma palhetazinha transparente semelhante a plástico... As que tiverem, retire-lhes isso. Corte em pedaços, reserve. 

Num tacho bem grande, forrado com algum azeite, leve ao lume os alhos picados, o pimento picado, os tomates picados, a cebola partida às meias luas, as folhas de louro, uma pitada de sal e o caldo knorr. Deixe alourar, junte as batatas partidas em pedaços médios com a grossura de um dedo (em termos de altura) e acrescente água. Tape com a tampa e deixe cozinhar uns 5 minutos. Adicione a pescada (se quiser e precisar que o prato lhe renda mais), a polpa de tomate e o vinho branco. Deixe cozinhar e reduzir um pouco o molho. Por fim, acrescente uma pitada de pimenta, os orégãos e o manjericão. Junte as lulas.  Mexa bem, rectifique o tempero e deixe cozinhar mais 2 ou 3 minutos, não muito mais pra que as lulas não comecem a encolher e cuidado para não empapar as batatas! Polvilhe abundantemente com coentros picados e sirva. Acompanhe com uma salada:) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Segunda-feira, 10.03.14

Pescada de fricassé (da minha avó)

 

Pois é, hoje trago-vos outra receita de pescada. Por sinal, deliciosa e muito simples de fazer. Esta receita já vem da minha avó, o que significa que desde criança que como esta pescada de "fricassé". E lembro-me que, apesar de não gostar de pescada quando era miúda, adorava este prato. Os cozinhados da minha avó são sempre especiais. Primeiro, porque adorava e adoro a minha avó (mesmo que já não viva connosco); segundo, porque fazem parte das memórias das minhas papilas gustativas; terceiro, porque a minha avó era uma cozinheira excelente e, quarto, porque ela tinha o condão de fazer pratos deliciosos com pouca gordura. E, convenhamos, que - tretas à parte - a maioria dos pratos mais saborosos sempre é mais engordativa. Ok, é um facto que, hoje em dia, já podemos até fazer as mesmas receitas usando alguns ingredientes substitutos mais "saudáveis" mas o resultado, por agradável que seja, não é o mesmo... Por exemplo, as ermezetas não têm o sabor do açúcar... e por aí fora... Isto, para não dizer que já há por aí muitos médicos absolutamente contra produtos light, que acreditam ter muito mais químicos e outras "porcarias" ainda mais prejudiciais do que a gordura dos naturais, etc.. Pois, parece que chegámos um pouco ao tempo em que já nem sabemos bem o que, afinal, devemos escolher comer... O que é pior...  Eu, na verdade, acredito que a "moderação" e opções equilibradas serão o mais acertado e não, propriamente, os tais substitutos... Bem sei que aqui coloco muitas receitas boas para elevar o colesterol e coisa e tal... e que as como (satisfeita da vida) mas, por exemplo, depois, tento intervalá-las com refeições mais leves e naturais (um peixinho grelhado apenas com salada, um hamburger grelhado com legumes...) ou com coisas "meio termo", como esta da pescada de fricassé... Pois, para que não digam que sou incoerente, agora aqui a falar de comer bem ou correctamente quando publico tantos doces e pratinhos com natas, ah ah ah! Isto é um blog que se pretende "bom garfo" :) Mas como não quero engordar a blogosfera, de vez em quando uma receitinha de uma garfada mais leve, parece-me sensato:) Também, desde já vos confesso: não vivo para comer e não deixo de viver para não comer. Explico: adoro coisas saborosas, deliciosas, calóricas... sou até rolicinha... mas mantenho alguma preocupação com a saúde. Estabeleci os meus próprios limites! E como sou mãe, também sinto alguma responsabilidade em tentar ensinar aos meus filhos o que lhes faz melhor e pior comer para a saúde deles.

Não sei porque me deu para este monólogo nutricionista... Bem, o mas o que importa - para aqui e agora - é que a minha avó fazia coisas apetitosas e - apesar de não ser muito idosa - pertencia a um tempo em que as comidas eram confeccionadas com ingredientes mais naturais e mais simples.  

INGREDIENTES para cerca de 4 PESSOAS:

4 postas de pescada do Chile congeladas ou 6 a 7 medalhões de pescada (gosto da Iglo)

3 dentes de alho

2 cebolas

sal e azeite q.b.

1 raminho de coentros ou salsa (prefiro coentros)

 

PREPARAÇÃO:

Leve a pescada a cozer num tacho com água, sal, os alhos descascados e as cebolas descascadas e partidas em quartos. Ponha apenas água suficiente para cozer o peixe, não encha a panela.  Depois da pescada cozida, escorra-a e retire-a para a travessa onde irá servir. Reserve.

Por essa altura, também a cebola já deveria estar translúcida... Acrescente um fio de azeite ao caldo das cebolas e alhos que tem na panela (mesmo com a água) e passe tudo com uma varinha mágica. Obtenha um creme liso, suave e esbranquiçado. Polvilhe esse molho com coentros ou salsa picados e verta-o por cima da pescada. Acompanhe esta pescada de fricassé com puré de batata.

Super rápido, super fácil, com um aspecto bonito... E melhor ainda: nada calórico, pelo contrário, uma comida saudável!

As crianças costumam gostar:)

 

DICA: Para fazer o molho, se achar que tem água a mais da cozedura, escorra um pouco para fora, ou seja, elimine um pouco de água. O molho não se pretende demasiado grosso mas também não se quer muito líquido. Outra ideia: se depois de o fazer achar, ainda assim, que está demasiado líquido, acrescente-lhe um pouco de farinha e, em lume brando, mexa até engrossar a seu gosto e sem deixar criar grumos.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Sexta-feira, 21.02.14

Pescada com molho de marisco

 

Mais um prato de pescada:) Este mesmo super rápido, bonito e delicioso! Mais simples deve ser difícil e até fica com um aspecto digno de ser servido num jantar para amigos, por exemplo... De qualquer modo, é mais uma ideia a ter em conta. Aconselho mesmo. Há anos que se come por estas bandas:)

 

INGREDIENTES para 4 a 5 PESSOAS

8 medalhões de pescada

2/3 de um pacote de sopa de marisco Knorr

2 pacotes de natas (400 ml)

 

PREPARAÇÃO

Coloque os medalhões de pescada congelados num pirex de ir ao forno. Polvilhe abundantemente com o pó de sopa de marisco. Não use sal nem mais qualquer tempero. Verta as natas por cima e leve ao forno. Assim que tiver um aspecto gratinado está pronto!

Acompanhe com arroz branco e solto e uma salada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Segunda-feira, 17.02.14

Pescada embrulhada em presunto

Pescada é um dos peixes que mais se come cá por casa e é dos mais saudáveis. Mas uma pessoa tem que variar, não pode ser sempre pescada cozida... Apesar de eu até gostar bastante. Mas uma vez por outra há que vestir a pescada com uma roupinha mais "fashion"! Desta vez, arranjei-lhe uma avermelhada, que lhe assentou como uma luva:) E é super rápido e facílimo de "vestir"...

 

INGREDIENTES

6 medalhões de pescada

6 fatias de presunto

1 cebola grande

2 ou 3 dentes de alho

azeite q.b.

sal q.b.

orégãos q.b.

 

PREPARAÇÃO
Coza as batatas e os legumes à parte.

Forre um pirex de ir ao forno com azeite e cebola cortada às meias luas. 

Disponha por cima cada medalhão de pescada (ainda congelado, se quiser), enrolado numa fatia de presunto. De seguida, polvilhe com um pouco de sal (cuidado que o presunto já salga, tente pôr o sal mais no azeite), com os alhos picados e com orégãos. Leve ao forno pré-aquecido (para ser ainda mais rápido).

Acompanhe com batatas cozidas e bróculos, por exemplo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Quarta-feira, 05.02.14

Souflé de pescada

 

Pescada, dos peixes mais saudáveis de sempre! E existem diversas formas de o confeccionarem. Desta vez, apeteceu-me cozinhar algo leve, super rentável. E eis que fiz souflé de pescada! Há uns bons anos atrás, os souflés eram tidos como um prato modernaço e até chique:) Hoje em dia, já se fazem souflés de quase tudo e passaram a ser pratos prácticos, com boa apresentação. Por norma, as crianças apreciam bastante. 

Então, aqui fica a sugestão...

 

INGREDIENTES para 6 PESSOAS

cerca de 350 a 400 g de medalhões de pescada cozidos

6 ovos

120 g de manteiga

120 g de farinha

450 ml de leite

sal q.b.

orégãos, pimenta e cebolinho (especiarias) q.b.

umas folhinhas de coentros

umas gotinhas de sumo de limão (se gostarem)

 

PREPARAÇÃO

Coza a pescada previamente ou aproveite as sobras de alguma que já tenha. Com um grafo amasse-a toda, até ficar esmigalhada em pedacinhos pequeninos.

Num tacho, para fazer o molho béchamel, leve ao lume a manteiga até derreter. Quando estiver toda dissolvida apague do lume e misture a farinha. Mexa muito bem para não ficar com grumos. Junte o leite, mexa. Leve de novo ao lume e não pare de mexer. Tempere. Quando estiver encorpado, retire do lume. Adicione as gemas (previamente batidas) e a pescada. Bata as claras em castelo bem firme (eu costumo adicionar umas pedrinhas de sal) e de seguida, com a colher de pau, envolva-as no preparado de pescada. Não bata mas incorpore mesmo bem.

Verta num pirex grande untado com manteiga. Leve ao forno a 200ºC por cerca de 30 minutos. Não espreite para não "constipar" o souflé. Retire e sirva logo. Acompanhe com salada a gosto e, se gostar, com azeitonas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

por Bom Garfo

Bons Garfos que me visitaram

Hit Counters
HTML Hit Counter


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Top blogs de receitas


Bons Garfos que fiz

  •  
  • APRESENTAÇÃO DA MINHA COZINHA...

  •  
  • Bolos

  •  
  • Bolos de tabuleiro

  •  
  • Doces de colher

  •  
  • Outros Doces

  •  
  • Quiches & Similares

  •  
  • Saladas

  •  
  • Entradas & Petiscos

  •  
  • Sopas

  •  
  • Carnes

  •  
  • Peixes

  •  
  • Mariscos

  •  
  • Moluscos

  •  
  • Outros pratos

  •  
  •  
  • Acompanhamentos

  •  
  • Receitas + saudáveis (menos calóricas)

  •  
  • Idéias Rápidas

  •  
  • Sugestões de decoração

  •  
  • Curiosidades sobre...

  •  
  • Para meter o garfo e a colher...

  •  
  •  
  •  
  •  
  • OUTRAS COZINHAS QUE VISITO

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • MAIS SOBRE MIM (PINTURA)



    Bons garfos cá por casa


    My Stick Family from WiddlyTinks.com