Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

14
Mar14

Açorda de alheira

Bom Garfo

Admito que, durante anos, nunca me passara pela cabeça comer (muito menos fazer) açorda de alheira. Na verdade, nem sabia da sua existência. Até que há uns anos, um grande amigo meu pintor e também excelente cozinheiro, o Jorge, fez uma na minha cozinha. Lembro-me bem... Foi para um almoço rápido e daqueles quase inesperados em que nem temos a dispensa cheia e ficamos a olhar à volta para tentar magicar algo comestível. Só vos digo: amei! Mesmoooo! Noutro dia, ele repetiu a proeza para o resto da família e todos gostaram imenso, até a minha filhota mais velha que torcia sempre o nariz a açordas. De facto, acho até que se tornou um dos seus pratos favoritos! É um prato muito agradável e como adoro açorda e adoro alheiras (ou não tivesse eu uma avó transmontana), fiquei encantada em poder casar estas duas iguarias!

Para já, fica aqui a sugestão, que é, sem sombra de dúvida, muito fácil, rápida e económica, sem a qual (nós pelo menos) nunca mais passaremos!

 

INGREDIENTES para 3 PESSOAS

1 pão fatiado tipo alentejano ou de Rio Maior (gosto de usar o de Rio Maior médio e fatiado do Pingo Doce) - caso não tenham também podem usar outro desde que  tenha alguma consistência e não seja insonso ou adocicado. O pão que usarem fará toda a diferença

1 alheira (na maioria das vezes, uso uma caseira, que tem sempre um sabor mais intenso; mas se não tiverem podem usar uma de boa qualidade)

2 gemas de ovo

4 a 5 dentes de alho esmagados e partidos em bocados ou picados

1 raminho generoso de coentros

água, sal e azeite q.b

 

PREPARAÇÃO

Começo por colocar um fio de azeite num tacho e juntar-lhe os alhos esmagados e semi partidos e deixo alourar só um pouquinho. Quanto ao pão, esse parto-o previamente em pedaços pequenos e só uso metade das côdeas (não gosto de uma açorda demasiado grossa). Coloco-o no tacho, envolvo bem no azeite e nos alhos e adiciono água quente. Com um garfo de pau vou mexendo bem, ajudando a esmagar o pão... A água? É a olho, pois depende muito do pão... Costumo ir adicionando aos poucos, quando vejo que é necessário. Ou seja, quando vejo que o pão já a absorveu toda e ainda não o tenho na consistência macia que desejo. Pelo meio, mas já perto de atingir a tal consistência preferida, adiciono uma alheira sem pele, partida aos bocadinhos (tipo esfarelada). Mexo bem. Quero que se dissolva no pão. Chegado a esse ponto de pefeita consistência para o meu gosto (cada um terá o seu), rectifico o tempero adicionando um pouco de sal caso necessite. De seguida, pico bastantes coentros e envolvo carinhosamente tudo. De salientar que esta é uma açorda que não se deseja enjoativa, com um sabor fortemente vincado, apenas com um agradável "perfume" de alheira...

Há quem só adicione as gemas na mesa, mas gosto de o fazer logo na cozinha. Acrescento as gemas e incorporo-as energicamente para que não cozam. As gemas conferem uma textura mais aveludada, uma corzinha e brilho à açorda. Enfeito com umas folhinhas de coentros e está pronta a servir!

Bom apetite.

 

DICA: Os coentros refrescam a açorda e dão-lhe um gostinho muito especial. Açorda e coentros é um casamento para toda a eternidade!

11
Fev14

Açorda de gambas da padeira

Bom Garfo

 

Sempre fui louca por açorda de gambas, desde miúda! Em minha casa não era costume fazer-se. A minha avó fazia açorda simples para acompanhar com carapaus fritos, de vez em quando. Prato que também gosto, mas que não é o mesmo. Então, um dia, casada há pouco tempo, lembrei-me de tentar fazer açorda de gambas. Já nem me recordo bem mas sei que comprei as gambas e fui à padaria para comprar pão para fazer a bendita açorda. Na época, devo ter pensado "vou inventar", "logo vejo como sai"! Mas em conversa com a senhora da padaria, contei-lhe que ia fazer açorda de gambas e ela disse-me como fazer. Fiz, saiu bem. Gostei. Ele também. E a receita ficou! Já passaram alguns 14 anos e ainda a fazemos :)

 

INGREDIENTES para 6 PESSOAS

1 pão fatiado tipo alentejano ou de Rio Maior (gosto de usar o de Rio Maior grande e fatiado do Pingo Doce) - caso não tenham também podem usar umas 4 ou 5 bolas (convém que o pão tenha alguma consistência e não seja insonso ou adocicado. O pão que usarem fará toda a diferença)

1 kg de camarão 60/80 já cozido

2 gemas de ovo

4 a 5 dentes de alho esmagados e partidos em bocados ou picados

1 caldo knorr de galinha

1 raminho generoso de coentros

sal, azeite e polpa de tomate q.b

 

PREPARAÇÃO

Como uso camarão cozido, apenas tenho que descascá-lo, parti-lo ao meio e reservar. Contudo, guarde alguns inteiros para enfeitar! Mas se preferirem usar camarão por cozer, pois, obviamente que terão que o cozer em água e sal e se gostarem com um pouco de limão durante 2 ou 3 minutos. Nesse caso, guardem a água da cozedura. Depois, claro que o procedimento será o mesmo.

Começo por colocar um fio de azeite num tacho e juntar-lhe os alhos e o caldo knorr. Estarão a perguntar "caldo de galinha na açorda de camarão?" ?! Sim! E acreditem que é bem mais saboroso que o caldo knorr de marisco! Alourar só um pouquinho. Quanto ao pão, esse parto-o previamente em pedaços pequenos e só uso metade das côdeas (não gosto de uma açorda demasiado grossa e como a quantidade é razoável, acho mais prático assim). Coloco-o no tacho, envolvo bem no azeite e nos alhos e adiciono água quente. Com um garfo de pau vou mexendo bem, ajudando a esmagar o pão... A água? É a olho, pois depende muito do pão... Costumo ir adicionando aos poucos, quando vejo que é necessário. Ou seja, quando vejo que o pão já a absorveu toda e ainda não o tenho na consistência macia que desejo. Chegado a esse ponto, rectifique o tempero adicionando um pouco de sal e junte 1 ou 2 colheres de sopa de polpa de tomate. Não queremos a açorda a saber a tomate, apenas queremos que ela ganhe uma corzinha mais bonita (ainda mais se a estiver a cozinhar com camarão já cozido e nem pôde aproveitar a água da cozedura). De seguida, pique bastantes coentros e mexa. Junte as gambas (costumo cortá-las ao meio, rende mais e é mais simpático encontrar mais pedaços). Apague o lume assim que veja que as gambas apanharam o calor da açorda, se não começarão a cozer e ficarão moles demais.

Há quem só adicione as gemas na mesa, mas gosto de o fazer logo na cozinha. Acrescente as gemas e incorpore-as energicamente para que não cozam. As gemas conferem uma textura mais aveludada, uma corzinha e brilho à açorda. Enfeite com aqueles camarões inteiros que reservou e sirva!

Bom apetite.

 

NOTA: Costumo enfeitar a açorda em forma de flor com um camarão inteiro por pessoa, mas quando me lembrei de tirar a foto já tinha começado a servir o prato dos miúdos:)

Bons Garfos que me visitaram

Hit Counters
HTML Hit Counter

Mais sobre mim

foto do autor

Top blogs de receitas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

  •  
  • APRESENTAÇÃO DA MINHA COZINHA...

  •  
  • Bolos

  •  
  • Bolos de tabuleiro

  •  
  • Doces de colher

  •  
  • Outros Doces

  •  
  • Quiches & Similares

  •  
  • Saladas

  •  
  • Entradas & Petiscos

  •  
  • Sopas

  •  
  • Carnes

  •  
  • Peixes

  •  
  • Mariscos

  •  
  • Moluscos

  •  
  • Outros pratos

  •  
  •  
  • Acompanhamentos

  •  
  • Receitas + saudáveis (menos calóricas)

  •  
  • Idéias Rápidas

  •  
  • Sugestões de decoração

  •  
  •  
  • Curiosidades sobre...

  •  
  •  
  • Para meter o garfo e a colher...

  •  
  •  
  • Utensílios de Cozinha & Mesa

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • OUTRAS COZINHAS QUE VISITO

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • MAIS SOBRE MIM (PINTURA)

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Bons garfos cá por casa


    My Stick Family from WiddlyTinks.com