Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

09
Abr19

Lombos de bacalhau fresco com tomate e alcaparras

Bom Garfo

IMG_20180213_221151.jpg

 Mais uma sugestão para bacalhau fresco. Nós, portugueses, estamos bem mais habituados a comer o tradicional bacalhau seco mas nos últimos anos o bacalhau fresco passou a ser regular nas peixarias. E é muito bom! Super macio, sem espinhas... os lombinhos são uma maravilha mesmo!  Além disso, para quem tem miúdos que se queixam das espinhas do peixe, esta é uma excelente opção. Desta vez, fiz uns lombinhos com uma  tomatada/cebolada polvilhados com alcaparras...

IMG_20180213_220615.jpg

 INGREDIENTES

6 lombinhos de bacalhau fresco (sendo que é 1 por pessoa)

2 tomates maduros

2 cebolas jeitosas

2 dentes de alho

1 pacote de polpa de tomate (=200 ml)

sal e pimenta q.b.

azeite q.b.

1 limão ou vinho branco q.b.

coentros ou manjericão q.b.

uma mão cheia de alcaparras

IMG_20180213_221216.jpg

 PREPARAÇÃO

Comece por alourar, numa frigideira untada com azeite, os lombinhos de bacalhau. De um lado e do outro. Se quiser pode temperá-los com sal mas não ponha muito, para não os salgar em demasia. Uma coisa ótima que estes lombinhos têm é que cozinham rápido!. Retire e reserve na travessa de servir.

Volte a levar a frigideira ao lume, desta vez, com as cebolas cortadas em meias luas, os alhos picados e os tomates cortados em cubinhos pequenos. Quando estiverem praticamente cozinhados, tempere com sal e pimenta preta moída na hora. Acrescente um pouco de sumo de limão ou de vinho branco e deixe refogar mais um minuto. Adicione a polpa de tomate e mexa bem. Junte, igualmente, os coentros ou o manjericão frescos picados ou em especiaria.  Rectifique os temperos.

Verta por cima dos lombinhos de bacalhau e polvilhe com alcaparras.

Sirva acompanhado de batata cozida e de um legume à sua escolha. Neste caso, optei por um esparregado de espinafres.

01
Mar19

Estufado de bacalhau

Bom Garfo

IMG_7747.JPG

Aqui está um estufado/guisado diferente! Para variar, não é de carne (a maioria dos estufados são) e, depois, tem um toque exótico pelos temperos. Contudo, é um prato simples, nutritivo e saboroso. Esta é uma sugestão nova para cozinhar bacalhau, o peixe que os portugueses cozinham de mil maneiras! Até os miúdos gostaram. Comeram e nem reclamaram...

IMG_7746.JPG

INGREDIENTES

800 gr de bacalhau desfiado

500 ou 600 gr de camarão

2 pimentos vermelhos

1 pimento verde

3 dentes de alho grandinhos

1 cebola

2 tomates

azeite e sal q.b.

1 colher de chá de cominhos em pó

1 colher de chá de açafrão

salsa fresca q.b.

3 colheres de sopa de polpa de tomate

2 copos de água

1 limão

* 1 colher de sobremesa de massa de pimentão (facultativo)

IMG_7749.JPG

PREPARAÇÃO

Pode escolher usar aqueles sacos de bacalhau congelado já desfiados (que existem à venda no supermercado) ou utilizar postas/lombos. Tenho que admitir que as postas/lombos são de qualidade superior e, portanto, o bacalhau é muito mais macio, branquinho e delicioso. Contudo, se optar, por estas, terá que dar uma "entaladela" prévia em água fervente ao bacalhau e, depois, limpá-lo de peles e espinhas e desfiá-lo em lascas grandes (que foi o que fiz). Caso se decida pelo bacalhau já desfiado, o processo torna-se mais rápido...

Ok, vamos partir do princípio que já tem as lascas de bacalhau prontas e reservadas.

Quanto ao camarão, costumo comprar aquele fresco mas já cozido. Basta descascá-lo e reservar, igualmente.

Num tacho, leve ao lume, um fio de azeite com os pimentos cortados em tiras, a cebola em meias luas, o alho picado e os tomates cortados em cubos. Tempere com sal e pimenta e deixe refogar até começarem a amaciar. Acrescente a água, a polpa de tomate e (se desejar) a massa de pimentão. Mexa bem. Adicione os restantes temperos: o açafrão e os cominhos. Deixe apurar. Quando os legumes parecerem quase cozinhados, acrescente o camarão e as lascas de bacalhau. Volte a mexer. Junte sumo de limão a gosto e rectifique o tempero. Deixe cozinhar por mais 2 ou 3 minutos e retire do lume. Polvilhe com salsa picada. 

Sirva acompanhado de arroz branco simples e solto (tipo agulha extra-longo ou basmati).

NOTA: Tenha em conta que, na maioria das vezes, as quantidades que indico nas receitas servem para 5 ou 6 pessoas, porque nós cá por casa somos numerosos... 

24
Fev19

Bacalhau à Gomes de Sá

Bom Garfo

Esta é a receita do bacalhau à Gomes de Sá mais tradicional, penso eu. É o bacalhau que a minha avó fazia e que me lembro de comer desde sempre. Na realidade, é saboroso, tipicamente português, com simples e poucos ingredientes, e muito fácil.

É um prato que faço com alguma frequência, embora por vezes lhe acrescente gão de bico e quando o faço digo que è "à minha maneira" para diferenciar do da minha avó, que era este, assim mais simples...

INGREDIENTES

800 g de lombos de bacalhau (uso lombos congelados, muito mais práticos e têm sempre ótima qualidade)

1,200 kg de batatas

3 ou 4 ovos cozidos

1 cebola grande

2 a 3 dentes de alho

sal e pimenta q.b.

azeite q.b.

coentros frescos q.b.

*vinagre q.b. (facultativo)

*azeitonas pretas para decorar ou acompanhar

PREPARAÇÃO

Coza o bacalhau em água fervente, com uma pitada de sal (cuidado para não o salgar em demasia, afinal é bacalhau!!!). Após cozido, escorra-o, limpe-o de pele e espinhas e desfie-o em lascas grandinhas. Reserve.

À parte, coza as batatas. Pode optar por batatinhas novas, daquelas pequenas, com pele, partidas em 2 ou 3 pedaços... ou por batatas grandes, descascadas e partidas em cubos, que era assim que a minha avó fazia.

Evidentemente, não se esqueça de cozer os ovos (basta levá-los ao lume num tachinho, com água, até esta ferver e depois desligar, deixar a tampa posta e esperar 10 minutos). Descasque-os. Reserve.

Numa frigideira, leve ao lume, com um fio de azeite, a cebola e os alhos picados até a primeira ficar translúcida. Tempere com uma pitada de sal e pimenta. No fim, se desejar, acrescente um pouquinho de vinagre, fica ao seu critério. Só não costumo usar todo o azeite necessário para "embeber" o bacalhau à Gomes de Sá, durante este processo, uso apenas metade (medido a olho), porque, na verdade o azeite é um produto muito saudável mas cru, pelo que devemos evitar cozinhá-lo. Assim, depois de a cebola e os alhos terem alourado, desligo o lume e acrescento o restante azeite. Mexo com a colher de pau e ele acaba a ganhar o gosto do cozinhado.

Numa travessa ou pirex de servir, junto as batatas, o bacalhau, o azeite com as cebolas e alho e envolvo tudo. Corto rodelas de ovo cozido que disponho por cima, a enfeitar e polvilho com abundantes coentros frescos picados. Decoro com azeitonas pretas ou levo uma tacinha com as ditas a acompanhar para a mesa...

Pronto e com aquele sabor simples... nada de complicações!

17
Fev19

Lombos de bacalhau fresco com camarão e alho

Bom Garfo

IMG_20190215_001433.jpg

Vamos lá às receitas da minha "ementa" do Dia de São Valentim...

Como a sobremesa seria suficientemente gulosa, optei por fazer algo mais leve como prato principal. Assim, decidi-me por uns lombinhos de bacalhau fresco com gambas e alho. Super rápidos, super saborosos e leves. Acompanhei com batatinha no forno, couve coração de boi e couve galega migada. Isto, porque o filho do meio adora couve coração de boi e a filha mais velha gosta imenso da couve galega, e eu quis agradar aos meus "mais que tudo"! As batatinhas sabem sempre bem, obviamente... Ficaram deliciosos, hum...

IMG_20190215_001423.jpg

INGREDIENTES

1 lombinho de bacalhau fresco por pessoa

5 camarões por pessoa

azeite, sal e pimenta q.b.

coentros em especiaria q.b.

2 dentes de alho + 2 ou 3 dentes de alho (consoante a quantidade de camarões)

1 colher de sopa (aproximadamente) de manteiga

sumo de limão q.b

IMG_20190214_233914.jpg

PREPARAÇÃO

Numa frigideira com um fio de azeite e 2 dentes de alho inteiros e descascados, leve ao lume os lombinhos de bacalhau temperados com pimenta preta moída na hora e pouco (quase nenhum sal). Passe-os cerca de 2 minutos de cada lado, ou o tempo que lhe parecer necessário de acordo com o tamanho e altura de cada lombinho. Findo este processo, retire do lume. Escorra-os bem do fio de azeite e coloque numa travessa de servir. Reserve.

Noutra frigideira, ou na mesma, depois de a ter limpo e de se ter livrado dos dentes de alho... leve ao lume a manteiga, um fiozinho pequeno de azeite e os restantes dentes de alho picados em pedaços médios. Junte os camarões descascados (eu usei camarões previamente cozidos) e salteie rapidamente, só até ganharem uma tonalidade mais alaranjada. Logo no início, quando os colocar na frigideira, tempere-os com uma pitada de sal. Perto do final, acrescente algum sumo de limão a gosto. Polvilhe-os com coentros. Retire do lume e verta por cima dos lombinhos de bacalhau.

Este é um prato que em 15 minutos está feito e tem um aspecto muito bonito.

No meu caso, servi com batatinhas pré-cozidas e terminadas no forno com tomilho, com couve coração de boi cozida e com couve galega salteada. Mas até pode servir apenas com uma simples salada de alface e tomate, vai ficar muito bem.

05
Ago14

Empada gigante de bacalhau

Bom Garfo

Cá em casa, é um facto, somos grandes apreciadores de empadas e quiches. Mais ainda no Verão, uma vez que se podem fazer com antecedência e rapidamente, com o auxílio de uma salada, se transformam numa refeição saborosa, leve e prática!

Mas há que variar...

Ora, assim sendo, desta vez a empada é de bacalhau e legumes... Deliciosa, cremosa e excelente para colocar a criançada a comer legumes de uma forma diferente.

 

INGREDIENTES

2 embalagens de massa folhada de compra (usei das do Pingo Doce)

500 gr de bacalhau desfiado e demolhado congelado

2 alhos franceses grandes

3 dentes de alho picados

1 pacote de bróculos congelados (Pingo Doce)

2 mãos de cenoura ralada

2 mãos de azeitonas pretas cortadas às rodelas (usei das de frasco Pingo Doce que já se compram cortadas)

250 ml de béchamel

1 embalagem de queijo creme (Philadelfia)

1 colher de sobremesa de mostarda Dijon

oregãos e pimenta a gosto

cebolinho e coentros frescos a gosto

1 caldo knorr de galinha (vai bem em todo o lado)

1 colher de sobremesa de manteiga (Matinal magra, a cá de casa)

1 ovo para pincelar

PREPARAÇÃO

Cozi o bacalhau e os bróculos ao vapor. Reservei.

Numa frigideira funda, levei ao lume a colher de manteiga, os alhos franceses cortados às rodelas finas, os alhos picados, a cenoura ralada e o caldo knorr a alourar. Juntei, a mostarda. Mexi. Acrescentei o queijo creme e fui envolvendo tudo até estar dissolvido. Adicionei o béchamel e temperei com orégãos e pimenta. Depois, as azeitonas... Mexi bem. Por fim, polvilhei com cebolinho e coentros frescos e voltei a mexer.

À parte, havia forrado uma tarteira com uma das massas folhadas. Piquei o fundo com 1 garfo. Verti, de seguida, o preparado de bacalhau sobre a massa. Com a segunda massa folhada fiz uma espécie de tampa, tapei, portanto, a empada. Unindo as duas massas folhadas. Furei com o garfo a parte de cima, tal como havia feito com a parte de baixo.

Pincelei com ovo e levei ao forno pré-aquecido. Quando a massa folhada ficou com a habitual consistência de massa folhada, retirei do forno. Deixei arrefecer até ficar morna e desenformei... Prontinha!

26
Abr14

Bacalhau à Noivo

Bom Garfo

Este bacalhau foi inventado por mim, mas é tão simples que, por certo, talvez alguém já o tenha inventado também... ou, pelo menos, parecido! A receita surgiu-me depois de anos a fazer o "Bacalhau à Noiva" da minha avó... ora, leva bacalhau, puré, legumes (feijão verde e cenoura) e ovos cozidos... E se variasse os legumes e a "cobertura" ou forma de gratinar? Pois! Escolhi, então, um dos legumes favoritos dos pequenos provadores oficiais da casa, que é espinafres (por mim, o ideal seria grelos, mas eles franzem-lhes o nariz), e, em vez do ovo pincelado... que tal uma maionese?! Hum... Só vos conto, saiu muito apetitoso!!!! E, assim, já tenho "o casal de noivos" de bacalhau, hehe!

 

INGREDIENTES para 7 a 8 PESSOAS (pirex grande e alto)

5 lombos de bacalhau (= 1kg)

300 gr de puré instantâneo (uso da Jerónimo Martins)

água, leite e manteiga q.b. para o puré

750 gr de espinafres salteados em alho (congelados, do Continente, são óptimos)

4 ovos cozidos

azeite, sal, pimenta e orégãos q.b.

3 dentes de alho

2 cebolas

200 ml de maionese (Calvé, leve, daquelas embalagens plásticas para pôr em hamburgers, por exemplo)

  

  

PREPARAÇÃO

Cozer o bacalhau. Reservar.

Cozer os ovos. Reservar.

Fazer o puré. Reservar.

Fazer os espinafres salteados com alho numa frideira. Colocá-los a forrar o pirex que vão levar ao forno. Os espinafres serão a cama do nosso empadão...

Depois de limpar de pele e espinhas o bacalhau, parti-lo em lascas.

Numa frigideira, levar ao lume azeite, alhos picados e cebolas cortadas às meias luas. Deixar alourar. Juntar as lascas do bacalhau e temperar com um pitada de sal, pimenta e orégãos. Envolver bem, até que o bacalhau fique bem perfumado.

De seguida, verter o preparado do bacalhau por cima da cama de espinafres. Cortar os ovos às rodelas e colocá-las por cima do bacalhau. Cobrir com o puré e enfeitar com maionese.

Levar ao forno a gratinar.

Acompanhar com salada de alfaces variadas e tomate.

09
Abr14

Bacalhau à Noiva

Bom Garfo

Esta receita é da minha querida avó. Traz-me sempre óptimas memórias, especialmente de infância! Desde pequena que comia este bacalhau, especialmente em dias mais festivos ou esporadicamente quando a minha avó nos queria surpreender com um "miminho culinário". A minha avó era mesmo muito querida, gostava de nos cativar também pelo estômago! Tanto podia um dia chegar a casa e fazer uma receita nova que tinha ouvido alguém comentar (e gravava-a na memória, porque apesar de conseguir ler fazia-o com muita dificuldade, era, portanto, quase analfabeta) ou se descobrisse em alguma pastelaria um docinho original trazia para casa para nos dar como miminho... Uma senhora muito especial mesmo, super inteligente e amorosa. Daquelas avós muito galinhas, se é que estão a imaginar:)

A minha avó era transmontana (como já o disse no blog) mas viveu em Lisboa 50 anos e só ia à "terra" uma vez por ano, em Agosto. Nesse mês realizava-se (e ainda se realiza) a festa da sua aldeia - a Festa da Nossa Senhora dos Milagres -, que tem procissão à tarde e arraial à noite. Era costume, os músicos da banda que acompanhavam a procissão e depois iam tocar no bailarico serem convidados pelas pessoas das aldeias para jantarem nas suas casas. Afinal, muitas daquelas pequeninas aldeias não tinham restaurantes, pelo que "alimentar" os músicos fazia parte do "pacote". Quando era miúda achava aquele ritual engraçado. A banda toda no centro da aldeia e as diversas famílias a escolherem (de acordo com as suas possibilidades económicas e/ou de espaço) levar 1, 2 ou 3 músicos para jantar... E ver as mocinhas (adolescentes) a dizerem: "leve aquele moreno" ou "leve aquele de olhos azuis"... Eu era mais miúda mas via as minhas primas mais crescidinhas a quererem levar para jantar o rapazito X ou Y pela sua aparência:) A minha avó convidava sempre 2 músicos e jovenzitos, pois, porque nessa noite, também lá jantavam connosco (além da minha bisavó, enquanto foi viva) 2 sobrinhas dela e 1 prima... todas novinhas! Eram jantares memoráveis, com risinhos e com algumas faces coradas! E a minha avó fez algumas vezes este empadão para o tal jantar. Os rapazitos adoravam e davam "graças a Deus" por não ser o habitual cabrito no forno, porque, como podem imaginar, naquele mês era festa sim-festa sim e na maioria das casas os jantares de festa eram cabrito e eles já andavam enjoados! Hehe! Hum... bons tempos... saudades desses tempos divertidos e muitas saudades da minha avó...

Espero que apreciem a receita porque é magnífica, simples, embora tenha um certo grau de dificuldade na quantidade do azeite. Pois, porque se puserem pouco, ficará seco, e se "abusarem" irá sair demasiado molhado. Requer algum "olho". Mas provem, porque é muito agradável mesmo! 

INGREDIENTES para cerca de 7 PESSOAS (usei um pirex bem grande e altinho)

5 postas ou lombos de bacalhau

300 gr de puré de batata (ou cerca de 8 batatas grandes, uso do instantâneo Jerónimo Martins, mas a receita original é feita com puré caseiro)

leite / água / para o puré

1 colher de manteiga para o puré

300 gr de feijão verde

1 a 2 cenouras

3 a 4 ovos

1 cebola grande

3 dentes de alho

sal e azeite q.b.

1 ovo (para pincelar)

PREPARAÇÃO

Coza o bacalhau. Limpe-o de pele e espinhas. Desfie em lascas. Reserve.

Coza os ovos e reserve.

Faça o puré. Gosto de fazer com o instantâneo, além de ser mais rápido, se for para guardar restos, aguenta melhor. Assim, para fazer os 300 gr de puré usei o leite e a água indicados na embalagem, 2 colheres de café de sal e 1 colher de sopa de manteiga. Se quiserem fazer puré verdadeiro, cozam cerca de 8 batatas jeitosas em água e sal, passem no passe vite e juntem leite por forma a obterem um puré cremoso mas não demasiado líquido e temperem com a colher de sopa de manteiga. Reservem o puré.

Arranje o feijão verde (lavando e cortando as pontas fora). Corte-o em 2 ou 3 filas no sentido longitudinal (ao alto). Arranje as cenouras, descascando-as, lavando-as e cortando-as às tiras. De seguida, coza o feijão verde e as cenouras em água com sal. Escorra e forre com estes legumes (bem misturados) o fundo de um pirex grande. 

Depois, pique pos alhos e corte a cebola em meias luas e leve-os a alourar numa frigideira com azeite. Acrescente-lhe o bacalhau em lascas e envolva bem. Deixe alourar. Se quiser pode temperar com um pouco de sal e pimenta. Atenção à quantidade de azeite, o ideal é que o preparado não esteja seco mas também que não tenha demasiado azeite. Digamos, que deve conseguir ver azeite se afastar com um garfo ou colher de pau o bacalhau, mas só isso. 

Retire do lume e verta por cima da cama de legumes.

Corte os ovos às rodelas e disponha por cima.

Por fim, cubra com o puré. Pincele com ovo e leve ao forno a gratinar.

Acompanhe com salada.

 

 

03
Abr14

Bacalhau com gambas e maionese

Bom Garfo

 

Que dizer? Bem, adoro bacalhau, gambas e acho que legumes com batata palha e béchamel também são uma delícia... Maionese? Hummmm... Que tal juntar tudo e ver no que dá? Pois, foi o que pensei... Exactamente, desta vez, não pensei em nada "light"... Fui até descuidada mas soube muito bem! Também dá um excelente prato para servir num jantar com convidados... 

 

INGREDIENTES para 7 a 8 PESSOAS

5 lombos de bacalhau (cerca de 1kg)

2 bacotes e meio de batata palha (500 gr)

600 ml de béchamel

1 caixa de queijo creme Philadelfia (200 ml)

3 pequenas couves coração de boi

2 cenouras

1/4 de pimento vermelho

1 cebola e meia

5 dentes de alho

250/300 gr de camarão/gambas

1 frasco de maionese (400 ml, usei da Calvé)

sal, noz moscada, orégãos, pimenta branca e azeite q.b.

1 caldo knorr de galinha

coentros frescos

PREPARAÇÃO

Coza as gambas ou compre-as já cozidas. Descasque-as e reserve.

Coza o bacalhau. Limpe-o de pele e espinhas e desfie em lascas. Reserve.

Coza as couves, cortadas em quartos. Escorra e reserve.

Leve uma frigideira ao lume com azeite e aloure 3 dentes de alho picados,  1 cebola picada e o pimento picado. Junte o bacalhau e envolva. Adicione uma pitada de sal e 2 ou 3 de pimenta. Mexa muito bem. Deixe cozinhar um pouco, até que o bacalhau fique bem perfumado, mas sem excessos de azeite. Polvilhe com alguns (não muitos) coentros frescos e orégãos e reserve. Noutra frigideira, leve ao lume em azeite 2 dentes de alho picados, meia cebola picada e o caldo knorr. Rale as cenouras directamente para dentro dela. Corte, igual e directamente para dentro da frigideira, as couves previamente cozidas em pedaços pequenos. Misture tudo e deixe amaciar. Acrescente o béchamel e o queijo creme. Tempere com noz moscada e 1 pitada de sal. Deixe dissolver bem. Passe o preparado para um tacho grande e junte a batata palha. Envolva tudo.

De seguida, verta metade deste preparado no pirex de ir ao forno. Cubra com a camada de bacalhau. Enfeite com as gambas e sobreponha outra camada do preparado de legumes e batata. Pincele generosamente com maionese e leve ao forno a gratinar. Acompanhe, depois, com salada. 

   

13
Mar14

Farrapeira (ou Roupa Velha)

Bom Garfo

 

Por norma, na maior parte das vezes, não tenho grandes sobras. Isso, porque já conheço os apetites dos bons garfos cá de casa e consigo calcular bem as quantidades. Quando sobra alguma coisa é porque assim o fiz propositadamente. Ou para dar para algum almoço para 2 deles ou porque é algo que gostam muito e se aguenta em condições saborosas para um jantar. Mas há uma coisa que faço sempre: quando há bacalhau cozido com todos, costumo cozinhar umas postas ou lombos a mais, tal como os restantes ingredientes, para depois poder confeccionar a deliciosa Farrapeira (para outros, Roupa Velha). Até acho que gosto mais da Farrapeira do que do bacalhau cozido do dia!!!! Claro que cada um faz bacalhau acompanhado do que quiser, eu gosto de ter: bacalhau, couves, cenouras, bróculos, grão, batatas e ovo cozido (quando não tenho também grelos). Então, aqui fica a dica para aproveitarem este género de sobras...

 

INGREDIENTES (não vou colocar quantidades porque faz-se com sobras e cada um faz com o que tiver)

bacalhau cozido

ovos cozidos

batatas cozidas

cenouras cozidas

bróculos cozidos

couve cozida

grelos cozidos

grão cozido

dentes de alho (gosto de bastantes)

pelo menos meia cebola picada

coentros frescos

 

PREPARAÇÃO

Primeiro, retire a pele e desfie o bacalhau cozido em lascas e reserve. Depois, corte as cenouras e os ovos às rodelas e os restantes legumes (couve, bróculos, batatas, grelos) em bocados e adicione o grão. Reserve.

Numa frigideira, leve ao lume azeite com alhos e cebola picados. Deixe alourar e adicione o bacalhau e os restantes ingredientes, envolva bem tudo, para que ganhe aquele gostinho do refogado. Assim que esteja quente, polvilhe com alguns coentros picados e está prontinho a servir. Acompanhe com azeitonas pretas. É delicioso...

 

DICA

Se conseguir ter as quantidades dos diferentes ingredientes mais ou menos proporcionais, fica mais saboroso. Por exemplo, é bem melhor se tiver uma certa quantidade de bacalhau e batatas, cenouras e couves em proporção, em vez de ter imensas batatas e pouco do resto... E abuse do alho no azeite, é isso que lhe vai conferir aquele saborzinho perfumado tão característico deste prato tipicamente português. 

 

27
Fev14

Bacalhau à comadre aldrabado

Bom Garfo

Adoro bacalhau, julgo que já vos disse isso. Cá em casa todos se rendem incondicionalmente ao peixito da Noruega:) Desta vez, decidi experimentar uma nova receita, que vi no blog da Belinha A Rainha dos Couratos, aqui. É claro que lhe fiz uns acrescentos, não resisti... E só vos digo: delicioso! Mal o coloquei no pirex de levar ao forno, os filhos mais pequenos ficaram logo a salivar. E estavam tão chatinhos sempre a perguntar quando ficava pronto que nem o deixei gratinar completamente:) Ora, aqui está uma nova receita que veio para ficar! Gostei imenso.

 

INGREDIENTES para 7/8 PESSOAS

5 lombos ou 1kg de bacalhau

400 gr de batata palha de pacote

3 cenouras

3 alhos franceses

1 cebola grande

3 dentes de alho

600 ml de bechamel + 200 ml de queijo creme Philadelfia (ou 200 ml de natas)

sal, pimenta, noz moscada, orégãos e azeite q.b.

pão ralado q.b.

 

PREPARAÇÃO

Coza o bacalhau. Desfie em lascas e reserve.

Numa frigideira, leve ao lume azeite com cebola cortada às meias luas, alhos picados, alho francês cortado às rodelas finas e cenoura ralada. Cozinhe até que todos os ingredientes estejam alourados e macios. Adicione o bacalhau e envolva tudo muito bem. Junte o molho bechamel * (que pode ser de compra ou pode ser feito com 100 gr de manteiga, 100 gr de farinha e 700 ou 800 ml de leite) e o queijo creme (ou as natas). * Reserve um pouco de molho bechamel para colocar na camada de cima quando o levar ao forno. Misture. Adicione a batata palha e volte a mexer muito bem. 

Coloque num pirex. Verta o pouco bechamel que reservou, uniformemente, como se tivesse a pincelar o empadão. Polvilhe com pão ralado e leve ao forno a gratinar. Prontinho! Sirva com salada verde e, se gostar, azeitonas pretas.

Bons Garfos que me visitaram

Hit Counters
HTML Hit Counter

Mais sobre mim

foto do autor

Top blogs de receitas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

  •  
  • APRESENTAÇÃO DA MINHA COZINHA...

  •  
  • Bolos

  •  
  • Bolos de tabuleiro

  •  
  • Doces de colher

  •  
  • Outros Doces

  •  
  • Quiches & Similares

  •  
  • Saladas

  •  
  • Entradas & Petiscos

  •  
  • Sopas

  •  
  • Carnes

  •  
  • Peixes

  •  
  • Mariscos

  •  
  • Moluscos

  •  
  • Outros pratos

  •  
  •  
  • Acompanhamentos

  •  
  • Receitas + saudáveis (menos calóricas)

  •  
  • Idéias Rápidas

  •  
  • Sugestões de decoração

  •  
  •  
  • Curiosidades sobre...

  •  
  •  
  • Para meter o garfo e a colher...

  •  
  •  
  • Utensílios de Cozinha & Mesa

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • OUTRAS COZINHAS QUE VISITO

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • MAIS SOBRE MIM (PINTURA)

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Bons garfos cá por casa


    My Stick Family from WiddlyTinks.com