Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

28
Abr19

Macarrão com carne picada

Bom Garfo

IMG_7953.JPG

Hoje, a receita é de uma trivialidade extrema! Ultimamente cá por casa nem comemos muita massa, andamos mais numa de "arroz" e de "vegetais" mas aqui fica um prato de massa simples e saboroso, fácil de agradar a todos.

A carne picada é algo muito versátil e de fácil preparação.

Pode ser carne de vaca, de porco, de perú... Costumo cozinhar quase sempre carne de vaca picada para fazer o esparguete à bolonhesa, a lasanha, o empadão de carne, o chili tradicional... Uso a de perú para o chili branco. Mas hoje, decidi fazer a de porco. A de porco é até mais saborosa mas mais gorda...

E para variar do esparguete, fiz com macarrão pequeno. Também fiz uma alteração no molho, já que não é totalmente de tomate nem completamente de natas... 

IMG_7952.JPG

INGREDIENTES

500 gr de macarrão pequeno

1 kg de carne de porco picada

1 cebola média

3 dentes de alho

200 ml de polpa de tomate (= 1 pacote pequeno)

200 ml de natas (= 1 pacote pequeno)

vinho branco q.b.

manjericão e coentros q.b.

sal, pimenta e azeite q.b

 

PREPARAÇÃO

Leve ao lume, numa frigideira com um bom fio de azeite, a cebola e os alhos picados, até alourarem. Junte a carne picada, tempere de sal e pimenta e deixe cozinhar até perder a cor de carne crua. Acrescente vinho branco a gosto. E deixe semi-evaporar. Adicione a polpa de tomate. Tempere com manjericão, e deixe cozinhar. Entretanto, pode começar a fazer a massa, à parte. Coza-a em água a ferver com sal. 

Volte à carne, quando lhe parecer cozinhada a gosto, acrescente as natas, envolva bem e deixe apurar mais um 1 ou 2 minutos. Não deixe as natas cozerem demasiado para não "evaporarem" e ficar com menos molho.

Por fim, escorra a massa, depoisite numa travessa de servir e verta a carne por cima...

17
Abr19

O meu arroz de pato

Bom Garfo

IMG_20190307_231454.jpgCá em casa todos adoram arroz de pato! E eu não sou, obviamente, exceção!  E se pensam que é algo muito complicado, desenganem-se. Bem sei que o "tradicional" vai ao forno... e este, se quiserem, também o podem lá pôr, mas o meu sai do tacho para a travessa e o sabor é o mesmo! Soltinho e até douradinho! O segredo está na forma como fiz o arroz... Uma boa imitação, pois! 

IMG_20190307_231445.jpg

INGREDIENTES

1200kg de pato desfiado

3, 5 chávenas de chá de arroz agulha (uso Cigala)

7 chávenas de chá de água (sendo o máximo possível pertencente à da cozedura do pato)

1 cebola

3 dentes de alho

1 chouriço de carne

70 gr de bacon (de preferência fumado) em tirinhas

1 bom pimento vermelho

1 folha de louro

1 talo de aipo (facultativo)

1 caldo knorr de galinha (facultativo)

sal e pimenta preta q.b.

um fio de azeite

IMG_20190307_215654.jpg  IMG_20190307_215705.jpg 

IMG_20190307_214839.jpg  IMG_20190307_214847.jpg

PREPARAÇÃO

Começo por preparar as carnes. Se comprar um pato inteiro, terá que cozê-lo. Guarde a água da cozedura. Quando o pato arrefecer, desfie-o.

Também pode optar por comprar aquelas embalagens de pato já cozido e desfiado que existem à venda no supermercado. Poupa trabalho e o pato é muito saboroso, além de que trazem uma embalagem à parte com o caldo da cozedura do dito. A escolha é sua. Portanto, recapitulando, pato desfiado e reservado num recipiente.

Depois, corto o chouriço em rodelas médio/finas e levo a alourá-las de um lado e do outro, numa frigideira sem qualquer gordura. Reservo num prato. Levo a alourar, igualmente, o pimento cortado em pedaços, até que fique parecido com pimento assado. E reservo, juntamente, com as rodelas de chouriço no prato.

Chegou a hora de começar a tratar do arroz.

Levo o bacon em tirinhas, a cebola e os alhos picados ao lume, num tacho, com um fio de azeite. Passado um minuto, acrescento logo o arroz e vou mexendo para que não se queime, até ficar dourado. Quando chegar a esse ponto, acrescento a água (incluindo o caldo da cozedura do pato), o caldo knorr, o talo de aipo, o louro, sal (uso flor de sal) e pimenta preta moída na hora q.b.. Mexo bem e tapo. Deixo cozinhar até ter perdido a água, estar solto e cozido. 

Retiro o aipo e o louro. Junto o pato desfiado e cerca de metade das rodelas de chouriço e dos pedaços de pimento. Deixo o chouriço e o pimento suficientes para enfeitar por cima a travessa, no fim.

Envolvo tudo muito bem.

Transfiro para a travessa. E, tal como disse em cima, adorno com algumas rodelas de chouriço e com pedaços de pimento "assado".

Pronto a servir!

Costumo acompanhar com salada de alface, tomate e cebola.

IMG-20190308-WA0001.jpg

IMG-20190308-WA0000.jpg

IMG_20190307_231436.jpg

 

09
Abr19

Frango com cogumelos e vinho do Porto

Bom Garfo

IMG_20190322_224628.jpg

Uma sugestão para um prato rápido e delicioso de frango. O frango é quase como o bacalhau: existem mil maneiras de o cozinhar! Esta é uma das que se fazem cá por casa, de vez em quando. Na maioria das vezes, o tempero com vinho costuma ser com vinho branco, mas desta vez escolhemos o nosso famoso vinho do Porto, para um sabor mais... apuradinho!

IMG_20190322_224622.jpg

INGREDIENTES

1,5 kg de peitos de frango partidos em cubos

2 embalagens de cogumelos brancos (ou portobello) inteiros e frescos, o que equivale a cerca de 4 mãos cheias

azeite q.b.

1 colher de sopa de manteiga

sal e pimenta preta q.b.

alho em pó q.b.

1 limão

1 cálice de vinho do Porto 

1 pacote de natas

IMG_20190322_224615.jpg

PREPARAÇÃO

Tempere os cubos de frango com alho em pó, sal e pimenta preta e cozinhe-os numa frigideira untada com azeite até ficarem douradinhos mas macios. Retire-os do lume quando estiverem prontos e escorra-os bem. Esprema-lhes por cima um pouco de sumo de limão a gosto. Reserve-os.

Lave muito bem os cogumelos e corte-os em pedaços grandinhos (porque como têm muita água, depois de cozinhados encolhem). Leve-os com a manteiga, na frigideira, ao lume e até começarem a amaciar. Tempere com sal, pimenta e um pouco de alho em pó. Junte o cálice de vinho do Porto e deixe cozinhar até o molho reduzir um pouco. Por último, acrescente as natas e incorpore-as bem. Verta este molho por cima dos cubinhos de frango.

Acompanhei com salada de alface, tomate e cebola mas também pode acompanhar com arroz.

IMG_20190322_224632.jpg

NOTA: Não se esqueça que esta é uma quantidade que serve 6 a 7 pessoas...

01
Abr19

Rolinhos de couve recheados com carne picada

Bom Garfo

IMG_20190313_221106.jpg

Estes rolinhos ou crepes de couve lombarda recheados com carne picada são uma verdadeira delícia. E são tão bonitos, não são? Eu acho. Fazem um vistaço! E são uma tentativa bem conseguida de comer legumes de outra forma, de comer uma quantidade mais reduzida de carne... Enfim, uma tentativa de um prato equilibrado, de um prato balanceado mas muito saboroso e bonito. Os miúdos gostam imenso.

IMG_20190313_221050.jpg

INGREDIENTES

Cerca de 1 kg de carne picada (usei de vaca mas podem usar a da vossa preferência)

1 tomate maduro grandinho

1 cebola

2 dentes de alho (ou alho em pó)

1 folha de louro

1 cenoura jeitosa

1 colher de sopa generosa de polpa de tomate

sal e pimenta preta q.b.

coentros e orégãos q.b.

150 g de queijo mozarella ralado

azeite q.b.

2 couves lombardas (ou couve q.b., pois vai depender do tamanho delas e nem todas as folhas se aproveitam, as que sobrarem aproveitem para a sopa, por exemplo)

 

IMG_20190313_221512.jpg

IMG_20190313_221455.jpg

PREPARAÇÃO

Primeiro, lave e arranje as couves. Imagine que as folhas de couve que dão jeito para este preparado são as maiores, pois elas irão servir de base/massa exterior dos rolinhos. E calcule, pelo menos, 3 a 4 por rolinho. 

Com a quantidade de ingredientes que mencionei em cima, obtive 10 ou 11 rolinhos. Sendo que cada pessoa come bem apenas um. Para aqueles mais comilões, pode servir-se um rolinho e meio! Que é o caso dos "homens" cá de casa, hehe!

Voltando, à receita... Coza as couves (não em demasia, apenas até deixarem de estar cruas e serem maleáveis), escorra e reserve.

Faça o recheio da carne picada... 

Numa frigideira funda, leve ao lume a cebola e os alhos picados, juntamente com o tomate e a cenoura cortados em cubinhos pequenos. Aloure-os num fio de azeite. Depois, junte a carne picada e deixe-a dourar um pouco. Tempere com sal, pimenta preta moída na hora, coentros, orégãos e a folha de louro. Se acharem muito seco, de seguida, podem acrescentar a colher de polpa de tomate e um pouco de água (ou vinho branco). De qualquer modo, o recheio, no final não se quer com molho. Se tiverem o recheio muito molhado, aconselho a escorrer um pouco do molho no final (antes da adição do queijo).

Após a carne estar cozinhada, retire a folha de louro e junte o queijo ralado. Apague o lume e envolva bem.

Agora, chegou a hora de montar os rolinhos e tal é bastante fácil. Nem precisa de palitos ou de linha, afinal, eles não vão voltar a ser cozinhados, estão é prontos para servir, mal acabe de fazê-los...

Eu faço assim: na própria travessa em que vou servi-los, disponho duas folhas de couve, uma sobre a outra e por forma a obter o maior espaço possível para colocar duas colheres de recheio no meio. Cubro com mais uma a duas folhas de couve (vai depender do tamanho delas e por vezes, algumas rasgam-se quando as manuseamos) e moldo o rolinho, enrolando. Com cuidado para que o recheio fique lá e não escorra para fora. Deixo-o aconchegadinho na travessa, de maneira que depois se consiga transportar da travessa para o prato sem se desmanchar. E faço outro, exatamente da mesma forma... por aí fora, até acabar as folhas de couve e o recheio.

Enfeito com uns tomatinhos cherry e acompanho com arroz branco.

Os miúdos disseram que se tivesse molho ainda ficavam melhores. Talvez. Mas acredito que não é necessário. Além disso, o queijo mozarella que levou já lhe acrescentou alguma "riqueza", já o tornou mais suculento. Mas isso, claro, fica ao vosso critério.

Até digo mais... Desta vez, eu até comi só mesmo o rolinho e nem me apeteceu o arroz. Afinal, o rolinho é completo, já que contém legumes e carne... além de ter um tamanho simpático... Mas isso fui eu! 

IMG_20190313_221659.jpg

IMG_20190313_221746.jpg

 

31
Mar19

Entrecosto rápido no forno

Bom Garfo

IMG_20190218_230430.jpg

Bem sei que entrecosto na brasa é que é! Mas se vivem num apartamento isso é complicado. A solução é o forno, obviamente. Então, este é um assado do mais simples que possam imaginar. Prático e com poucos ingredientes. É relativamente rápido e tanto se come bem no inverno como no verão. No verão, só com uma saladinha, por exemplo, é ótimo!

Entrecosto, piano, como lhe queiram chamar, no forno e tenrinho. Fica a sugestão para aqueles dias em que não há grande vontade de cozinhar...

IMG_20190219_060735.jpg

INGREDIENTES

Entrecosto de porco (quantidades de acordo com o desejado)

sal q.b.

pimenta preta moída na hora q.b.

alho em pó q.b. (facultativo)

azeite q.b.

IMG_20180920_231120.jpg

PREPARAÇÃO

Quando comprarem o entrecosto no talho, peçam para o talhante dar uns cortes entre os ossinhos, para ser mais fácil depois de separarem os pedaços.

Untem com azeite um pirex ou tabuleiro de forno. Pré-aqueçam o forno a 210 ou 220 Cº. 

Coloquem o entrecosto no recepiente de forno e temperem com sal e pimenta preta moída na hora (uso daqueles moinhos) e, se gostarem, polvilhem também com um pouco de alho em pó. Confesso que nem sempre uso. Este género de carne fica muito bem apenas com sal e pimenta.

Levem ao forno.

Passados 15 ou 20 minutos virem o entrecosto. O tempo é relativo, pois depende tanto da quantidade de carne como do próprio forno. Na verdade, o que se pretende é que virem a carne a meio do tempo total que vão demorar a assá-la.

Quando estiver bem assadinha, a soltar-se do osso... Basta retirar do forno, partir em pedaços e servir.

É rápido e bastante saboroso. Podem acompanhar com salada e arroz ou batata, etc..

As crianças costumam gostar bastante.

IMG_20180920_231033.jpg

15
Mar17

Bifes de perú com sopa de cebola gratinados

Bom Garfo

IMG_8054.JPG

Mais uma opção para cozinhar bifes de perú. 

Uma muito rápida e que não dá trabalho algum! Muito prática e saborosa. Daquelas que gostamos, porque quase se cozinham sozinhas... Pois e nem é preciso estar ali a virar bifes no fogão!

E sempre é mais uma receita para variar dos simples bifes de perú (aqui no blog pode encontrar também as receitas de bifes de perú com laranja e de bifes de perú enrolados com alheira e espinafres)...

IMG_8050.JPG

 

INGREDIENTES

1100 kg de bifes de perú (tinha 8 bifes de tamanho médio)

1,5 pacote de sopa knorr de cebola

400 ml de natas (= 2 pacotes)

uma pitada de sal 

1 fio de azeite

125 g de queijo ralado à escolha (usei uma mistura de mozarella e emmental)

coentros para polvilhar

IMG_8049.JPG

PREPARAÇÃO

Pré-aqueça o forno para ser mais rápido.

Unte com um pequeno fio de azeite o fundo de um pirex de ir ao forno. Disponha, por cima, os bifes de perú levemente temperados com uma pitada de sal (não precisa de salgar muito, pois a sopa de cebola já tem sabor suficiente). Polvilhe-os com a sopa de cebola em pó, tapando-os. Verta as natas por cima e salpique com queijo ralado e coentros picados a gosto.

Leve ao forno e espere que a magia aconteça... ou seja, que fiquem gratinados. 

Eu costumo verificar, espetando um garfo no bife, só para ter a certeza. Habitualmente, no meu forno demoram cerca de meia hora. Tempo suficiente para fazer arroz e alguns legumes para acompanhar...

IMG_8053.JPG

02
Mar17

Pernas de frango com mel, mostarda e limão

Bom Garfo

IMG_7977 (2).JPG

Aqui está um franguinho simples e tão saboroso que é de "chorar por mais" ou de "lamber os dedos" (como preferirem).

Esta é daquelas receitas que já vem de há muitos anos e é infalível. 

Faço quase sempre com frango, mas na versão original é com galinha.

Se desejar, também pode substituir os limões por limas. Eu prefiro com limão, é mais suave.

O segredo está no equilíbrio do mel e do limão. Por isso, costumo provar sempre antes de levar o frango ao forno. Afinal, os limões nem sempre têm a mesma quantidade de sumo...

Fica tostadinho por fora e sucolento por dentro... 

IMG_7979.JPG

INGREDIENTES

12 perninhas e cochinhas de frango pequeninas  (usem a quantidade de frango que quiserem, estas são pequeninas pelo que rendem 2 por cada pessoa)

sumo de 2 limões

8 colheres de sopa de mel

2 colheres de sopa de mostarda

sal e pimenta preta q.b.

1 fio de azeite

coentros picados

IMG_7977 (3).JPG

PREPARAÇÃO

Distribua o frango num pirex de levar ao forno untado com um fio de azeite.

Tempere-o com pimenta preta a gosto.

Regue o frango com o sumo dos limões. Misture a mostarda (com a ajuda de uma colher) no líquido do sumo de limão que já se encontra no fundo do pirex. Tente que a mostarda se desfaça da forma mais homogénea possível pelo pirex todo. De seguida, verta o mel por cima do frango.

Acrescente-lhe umas pitadas de sal grosso e polvilhe com coentros finamente picados.

Leve ao forno, previamente aquecido a 180 cº., durante cerca de 1 hora ou até estar tostadinho.

De vez em quando, regue o frango com o próprio molho. 

Acompanhe com arroz (ou batata) e salada.

06
Fev17

Jardineira de frango

Bom Garfo

IMG_7962.JPG

 Guisados são comidas de conforto e muito aconchegantes nesta época do ano, mais fria. Tendo em conta que muitas das comidas que estão "na moda" levam molhos de natas e coisas assim, até considero uma carne à jardineira algo bastante saudável. 

A mais comum, é feita com carne de vaca, mas pode confeccionar-se com o que quisermos e, pessoalmente, acho que fica muito bem com frango, além de se tornar até um pouco mais leve.

Então, aqui fica a receita da minha carne de frango à jardineira que rende uma panela grande...

IMG_7963.JPG

INGREDIENTES

6 peitos de frango médios

1 chouriço de carne corrente

4 cenouras

400 gr de ervilhas (= 1 pacote, usei Iglo)

1 cebola

3 dentes de alho

batatas a gosto (usei umas 8 ou 9)

200 ml de polpa de tomate (= 1 pacote pequeno)

sal e coentros q.b.

2 colheres de sopa de vinho branco

azeite q.b.

IMG_7967.JPG

 PREPARAÇÃO

Pode cozer os peitos de frango à parte ou grelhá-los. Desta vez, optei por alourá-los num grelhador com um fio de azeite (pouco), temperados com sal. Enquanto eles iam alourando, fui cortando os outros igredientes...

Piquei a cebola e os alhos e cortei as cenouras em rodelas finas. Levei-os a alourar em azeite na panela onde cozinhei todo o guisado. Descasquei as batatas e cortei-as em cubos. Acrescentei-as à panela, mexi e deixei cozinhar assim uns 5 minutos. Depois, acrescentei o vinho branco e cozinhei mais uns 3 ou 4 minutos. Temperei com sal (não precisa de muito, pois vai levar o chouriço que já é um alimento salgado e o frango que também esteve a cozinhar com tempero) e adicionei a polpa de tomate. Juntei as ervilhas e cobri com água, apenas até chegar ao topo dos alimentos. Tapei e deixei a cozinhar. Cortei o chouriço às rodelas finas e adicionei-o. Entretanto, o frango ficou praticamente cozinhado. Retirei-o do lume e cortei-o em cubos. Reservei. Quando as batatas já estavam quase cozidas, introduzi os cubos de frango. Mexi bem. Deixei apurar até ver que as batatas estavam no "ponto", ou seja cozidas mas inteirinhas, sem estarem empapadas. Polvilhei com coentros.

Jardineira pronta a servir!

 

NOTA: Costumo adicionar feijão verde cortado em pedaços, mas desta vez não o tinha em casa... Mas fica a dica.

IMG_7966.JPG

 

02
Fev17

Pão recheado com linguiça

Bom Garfo

unnamed (41).jpg

Bem, este pão recheado é um pecado! Um verdadeiro deleite para a gula... Um crime para a dieta, é verdade... Mas, de vez em quando, sabe bem cometer estes desvios! E, apesar de me saber sempre bem todo o ano, acho que é perfeito para dias frios de Inverno... Hum, é tão aconchegante!

unnamed (42).jpg

INGREDIENTES
1 bom pão alentejano ou de Rio Maior

3 linguiças

5 colheres de sopa de maionese

150 gr de queijo mozzarella ralado

150 gr de queijo emmental

1 boa cebola (ou 2 pequenas)

1a 2 dentes de alho

100 ml de béchamel (para levar menos maionese)

fio de azeite

manjericão (especiaria) q.b.

coentros frescos q.b.

pimenta

* Se quiser, adicione 1 colher de chá de mostarda tipo Dijon

unnamed (40).jpg

 PREPARAÇÃO

Comece por abrir uma tampa no pão.

Retire-lhe o máximo de miolo possível e depois, parta-o em lascas porque servirá para fazer tostas. Reserve.

Num fio de azeite, leve numa frigideira ao lume os dentes de alho e as cebolas picadas. Assim que começarem a dourar junte as linguiças partidas em pedacinhos pequenos e deixe cozinhar 1 ou 2 minutos. Acrescente o bechamel e a maionese e mexa bem. Se optar pela mostarda, é agora que a deve introduzir. Tempere com pimenta a gosto. Depois, adicione os queijos e incorpore tudo muito bem, quando começarem a derreter, polvilhe bem com as ervas picadas e retire do lume. Recheie o pão com este preparado e tape com a tampa feita de pão.

Disponha num pirex, rodeado das lascas de pão. Cubra com papel de alumínio. Leve ao forno por 15 minutos. Depois, retire o papel de alumínio e volte a levar ao forno até o pão lhe parecer estaladiço! E está prontinho a comer!

NOTA: Tem bastante recheio, pelo que o pão deve ser grandinho.

13
Jan17

Minha carne de porco à portuguesa

Bom Garfo

unnamed (18).jpg

Bem, em primeiro... Bom ano de 2017!

Tenho andado um pouco ausente mas tive um problema com o computador e, infelizmente, perdi as fotografias todas que tinha tirado. Assim, para colocar as receitas ilustradas, só à medida que for cozinhando novamente os pratos...

Hoje, venho aqui registar uma receita com um sabor bem português. Carne de porco à portuguesa, feita à minha moda. 

É rápida e barata. Cá em casa todos gostam.

unnamed (20).jpg

INGREDIENTES (para 6 pessoas)

1,300 kg de bifanas de porco partidas em "cubos"

4 a 5 dentes de alho

1/2 pimento vermelho

1/2 pimento verde

2 colheres de sopa de massa de pimentão

1 boa cenoura

1 tomate (assim mais para o maduro)

1 cebola grandinha

1 mãozinha de pickles

azeite, vinho branco, pimenta e sal q.b.

oregãos, alecrim e coentros (ou salsa) q.b.

160 gr de azeitonas pretas

unnamed (21).jpg

PREPARAÇÃO

Refogar o alho picado e a cebola picada juntamente com os pimentos e o tomate partidos em cubos e a cenoura às rodelas finas, num fio de azeite. Acrescentar, a massa de pimentão, mexer. De seguida, então, colocar a carne e temperar de sal e pimenta. Deixar cozinhar até ganhar cor e regar com vinho branco.Polvilhar com alecrim e oregãos e cozinhar mais uns minutos até estar tenra.

À parte, partir pickles em pedaços médios/pequenos para uma travessa de servir e reservar.

Assim que a carne estiver pronta, retirar do lume e verter na travessa, por cima dos pickles. Salpicar com coentros (ou salsa) fescos picados e azeitonas.

Servir com batata frita aos cubos ou com arroz branco...

 

 

 

11
Mai16

Alheira à Brás

Bom Garfo

IMG_7029.JPG

IMG_7033.JPG

 

Como sabem, adoro alheiras. Acho-as saborosas e prácticas. Quando era criança, costumava comê-las sempre da mesma forma: fritas, acompanhadas de grelos e batata cozida. Era assim que a minha avó transmontana as confeccionava. E essas eram sempre caseiras! Por aqui, nos restaurantes, a maioria das vezes encontramos alheiras fritas com batata frita e ovo estrelado... Mas existem mais um sem número de pratos que podemos fazer com elas, desde empadão a açorda... até alheira à brás!

Alheira à brás é um prato delicioso que serve bastantes pessoas e de forma económica... Esta receita dá, à vontade, para 4 pessoas. Dará até para 5 se não forem muito comilonas:)

IMG_7032.JPG

 INGREDIENTES

2 alheiras de caça

300 gr de batata palha

7 ovos grandes

um fio de azeite

um fio de leite

2 dentes de alho

1 cebola grandinha

sal e pimenta q.b.

coentros frescos q.b.

IMG_7030.JPG

 

PREPARAÇÃO

Bata os ovos com um fio de leite e tempere-os com sal, pimenta e bastantes coentros picados. Reserve.

Numa frigideira grande, leve ao lume, num fio de azeite, os alhos picados e a cebola cortada em meias luas. Deixe semi-alourar e acrescente as alheiras sem pele e partidas em pedaços. Frite um pouco. Com a ajuda de uma colher ou garfo de pau, vá esmigalhando as alheiras. Acrescente, aos poucos, a batata palha e envolva tudo muito bem. Cozinhe mais uns minutos, até a batata começar a amaciar. Depois, adicione os ovos e mexa.  Quando os ovos estiverem cozidos (mas sem ser em demasia, para que o preparado se mantenha macio e sem ser demasiado seco), apague o lume e polvilhe com mais coentros picados e com algumas azeitonas pretas.

Sirva com salada a acompanhar.

NOTA: Usei apenas 2 alheiras para que não ficasse com um sabor demasiado forte e enjoativo. Mas se quiser, pode fazer com 3 alheiras, mas aí aconselharia a juntar pelo menos mais um ovo (=8 ovos).

10
Mai16

Vitela estufada com cogumelos

Bom Garfo

IMG_3780.JPG

Esta é uma carne estufada à minha maneira, muito simples... Os cogumelos, além de saborosos, também ajudam a tornar o prato mais económico. Tem um molho com uma certa consistência e de paladar apuradinho. E como na maioria dos estufados, o segredo é deixá-la cozinhar por um bom tempo, até ficar super macia, quase a desfazer-se na boca...  

IMG_3776.JPG

INGREDIENTES

1 kg de carne de vitela partida aos cubos

2 latas de cogumelos laminados

4 dentes de alho

1 cebola

1 pacote de polpa de tomate (cerca de 200 ml)

1 cenoura grandinha (facultativo)

azeite e vinho branco q.b.

sal e pimenta q.b.

manjericão (especiaria) q. b.

Coentros frescos q.b.

IMG_3775.JPG

PREPARAÇÃO

Pique os alhos e a cebola (e se optar por usar a cenoura, corte-a em rodelas). Leve-os ao lume, com um fio de azeite, a alourar. Acrescente a carne e o tempero de sal e pimenta e deixe-a ganhar cor. Adicione, depois, a água, que quase deve cobrir a carne (mas sem a cobrir completamente, para que o molho depois não fique demasiado aguado). Junte a polpa de tomate e cozinhe por 30 minutos. De seguida, tempere com manjericão e acrescente os cogumelos e cozinhe por mais outros 30 minutos, sempre com tampa e em lume médio. O molho deve ficar com alguma consistência, sem ser muito líquido.  

Cozinhe a carne até ficar mesmo macia, às vezes depende da sua qualidade.Polvilhe com coentros picados.

Sirva com puré de batata ou arroz branco e salada. 

IMG_3778.JPG

 

09
Mai16

Almôndegas à italiana

Bom Garfo

IMG_4708.JPG

IMG_4710.JPG

Uma variante das almôndegas tradicionais com molho de tomate... Estas são recheadas e tanto podem ser feitas no forno como fritas na frigideira... 

IMG_4709.JPG

IMG_4707.JPG

INGREDIENTES

500 gr de carne de vaca picada

1/3 de chávena (de chá) de pão ralado

1 cebola

3 dentes de alho

1 ovo

cubos de mozarela q.b.

mozarela ralado q.b.

fio de azeite

sal e pimenta q.b.

salsa q.b.

IMG_4698.JPG

PREPARAÇÃO

Pique os alhos, a cebola e a salsa. Misture-os na carne picada. Acrescente o pão ralado e depois o ovo. Misture tudo muito bem. Se a achar um pouco seca, pode adicionar um fio de azeite. Tempere a gosto, com sal e pimenta. Quando o preparado estiver bem homogéneo, comece a moldar pequenas bolas com a mão. Em cada uma coloque um cubo de mozarela e mais alguns pedacinhos de queijo ralado. Com a mão, cubra a bola com a carne, deixando assim a mozarela no seu interior.

Depois, unte com manteiga (ou com spray de óleo para bolos) um pirex de ir ao forno. Disponha as almôndegas ordenadamente. Leve-as ao forno. Tenha o cuidado de as virar algumas vezes, para que assem uniformemente. Assim que estiverem douradinhas e lhe parecerem cozinhadas, estão prontas!

São muito simples. 

Acompanhei com esparguete de tomate e espinafre.

* NOTA: Se quiser, pode optar por fritá-las em azeite em vez de as levar ao forno.

IMG_4696.JPG

IMG_4697.JPG

IMG_4702.JPG

02
Abr16

Risoto de presunto, espinafres e cogumelos

Bom Garfo

IMG_6881.JPG

A dispensa está meia vazia? Estou com pressa? Solução: risoto!

Este risoto é bastante económico. Com cerca de 5 a 6 euros alimenta 6 pessoas... Faz-se rapidinho e é saboroso.

IMG_6878.JPG

INGREDIENTES para 6 PESSOAS

650 gr de risoto

150 gr a 20 gr de presunto (picado em casa na picadora)

3 a 4 dentes de alho

1/3 cebola

1 alho francês grande

2 latas de cogumelos laminados

170 gr de espinafres

100 gr a 200 gr de queijo mozarela ralado

2 caldo knorr de galinha

sal, pimenta, manjericão e alecrim q.b.

azeite e vinho branco q.b.

coentros frescos q.b.

água q.b.

IMG_6882.JPG

PREPARAÇÃO

Faça um refogado com azeite, alhos picados, alho francês partido em finas rodelas e cogumelos. Deixe alourar. Junte o risoto, envolva bem e vá mexendo para que não se cole ao fundo do tacho. O risoto deve ficar assim até ganhar um aspecto mais translúcido.

De seguida, junte-lhe água quente com 2 caldos knorr diluídos, a olho... Não muita. Este risoto vai-se fazendo por etapas. Mexa e ponha a tampa. Deixe que coza mais um pouco. Vigie. Quando a água parecer quase consumida, refresque com vinho branco. Mexa. Quando o vinho evaporar, volte a regar com mais água com caldo Knorr. Acrescente sal (precisa de muito pouco), pimenta, manjericão e alecrim a gosto... Tape e deixe cozer mais um pouco.

Junte os espinafres agora, porque eles amolecem depressa.

Volte ao risoto, a água sumiu. Volte a refrescar com um pouco de vinho branco. Prove-o. Ele estará pronto quando lhe souber a cozido mas com os grãos visíveis (sem estar empapado). Portanto, repita o processo de o molhar com água e com vinho até alcançar esse ponto (o que deve suceder entre 2 a 3 vezes). Chegada essa altura, adicione o presunto previamente picado e o queijo ralado. Misture tudo. Apague o lume. Não precisa de cozer mais, queremos que fique cremoso e que o queijo pareça pastilha elástica! Polvilhe com alguns coentros frescos picados. 

Sirva imediatamente!

 

24
Fev15

Bifinhos de frango com mozzarella

Bom Garfo

IMG_4628.JPG

Continuando nas carnes brancas, mais opções simples para variar. Este prato até sai muito pouco calórico, podendo considerar-se "comida saudável". É rápido, delicioso e deixa-o com a sensação de ter comido algo mais requintado do que na verdade é, além de ficar com a sensação de que não pecou!

Eu sei que o queijo não é magro mas colocado num simples bifinho de frango acompanhado apenas por salada tudo fica muito equilibrado e leve (e com mais graça!). Obviamente que pode acompanhar estes bifinhos com o que desejar... A escolha é sua:)

IMG_4626.JPG

INGREDIENTES para 5 Bifinhos

5 bifes de frango

10 fatias de queijo mozzarella

2 dentes de alho

sal, pimenta e ervas da Provença q.b.

azeite q.b.

1 lima

vinho branco (facultativo)

IMG_4627.JPG

PREPARAÇÃO

Tempere cada bifinho com sal e pimenta. Leve uma frigideira com um fio de azeite (suficiente para lhe forrar o fundo) e 2 dentes de alho descascados. Cozinhe os bifinhos de um lado e do outro por alguns minutos. Pelo meio, regue-os com um pouco de sumo de lima. Se quiser (esta parte é facultativa) também pode adicionar um pouco de vinho branco (2 colheres de sopa, mais ou menos, e deixar que ele evapore). Quando estiverem quase prontos, polvilhe cada um com ervas da Provença e coloque-lhes 2 fatias de queijo mozzarella (não sobrepostas, mas sim a ocupar todo o bifinho). Deixe que o queijo derreta e polvilhe mais um pouco com as ervas. Retire do lume. Está pronto a servir! Eu acompanhei com uma salada de alface romana, alface lisa, alface roxa, coentros, mini tomates de rama e cebola, temperada com molho vinagrete (azeite, vinagre balsâmico e manjericão).

 

16
Fev15

Rolinhos de perú com alheira, espinafre e mozzarella

Bom Garfo

IMG_4613.JPG

 

IMG_4614.JPG

Há uns anos atrás, tinha a mania de fazer bifinhos de perú recheados e "ninhos de passarinho" (que são bifinhos enrolados sobre ovo cozido) mas , não sei bem porquê, deixei de fazer... É daquelas coisas: parece que alguns pratos são para a vida toda, outros para certas fases, outros para certos momentos e outros ainda para se fazerem e comerem uma só vez... Deu-me saudades e - como até estamos na época das alheiras (como sabem tenho uma costela trasmontana, da parte materna) - lembrei-me: "é boa altura, ora vamos lá fazer bifinhos de perú recheados com as belas alheiras!". Ainda por cima, as crianças gostam cada vez mais do sabor das ditas (deve ser da tal costela, apesar de ainda mais afastada para eles)... e, caso ainda não tenham reparado, ando numa "fase" de bifes de perú. Apetecem-me carnes brancas! Sabe-se lá porquê! Mas é assim... Mas há que variar: bifinho de perú simples, bifinhos de perú panados, bifinhos de perú com laranja, bifinhos de perú panados à italiana, strogonof de perú... (receitas que podem pesquisar no blog, com excepção da última que ainda não a escrevi)...  E estes bifinhos de perú pareceram-me deliciosos e charmosos o suficiente para serem acompanhados apenas por uma boa salada... já que as sobremesas que fiz neste dia eram bombas... assim, a modos para equilibrar a coisa:)

IMG_4609.JPG

 

INGREDIENTES para 6 a 7 rolinhos

6 ou 7 bifinhos de perú (os meus eram grandes mas finos)

1 + 1/2 alheiras (1 ou pouco mais do que 1 para o recheio e a restante para o molho)

folhas de espinafres frescas q.b.

2 fatias de queijo mozzarella por cada bifinho

2 dentes de alho

1 lima sumarenta (meia para sumo e meia para decorar)

azeite q.b

sal, pimenta e ervas da Provença q.b. 

palitos ou linha q.b. para selar os bifinhos

IMG_4600.JPG

IMG_4602.JPG

IMG_4607.JPG

 

PREPARAÇÃO

Primeiro passei os bifes de perú por água (acho que nunca disse isto aqui mas costumo lavar sempre a carne antes de a cozinhar). Depois, temperei cada bifinho com uma pitada de pimenta e outra de sal (não precisa de muito sal, já que a alheira é salgada). Coloquei 2 fatias de queijo por cima, cobri com folhas de espinafres (previamente lavadas) e adicionei bocadinhos de alheira. Saliente-se que a alheira está crua, despida de pele e esmigalhada grosseiramente com as mãos. De seguida, enrolei e prendi o rolinho com palitos (também se pode usar linha, até uma simples linha de costura!). Polvilhei-o com ervas da Provença e algumas gotas de sumo de lima. Repeti a operação com cada bifinho.

Por fim, levei ao lume uma frigideira com um fio de azeite (o suficiente para lhe forrar o fundo) e dois dentes de alho. Quando o azeite aqueceu, coloquei lá dentro os rolinhos. Como me sobraram migalhas de alheira, juntei-as no azeite (sempre ajudaram a dar mais sabor). E fui virando os bifinhos até que estivessem alourados de todos os lados.

Depois de prontos, decorei com umas rodelas de lima e servi com salada.

São simples de fazer e apetitosos, especialmente no Inverno...

IMG_4608.JPG

IMG_4610.JPG

10
Fev15

Fondue de carne

Bom Garfo

IMG_4462.JPG

Bem, não se pode dizer que existe uma receita propriamente dita para fazermos Fondue de carne. No entanto, há dicas e truques que para quem costuma fazer esta delícia pode não ser segredo mas para quem nunca fez certamente darão jeito. Digo isto porque eu própria tive várias dúvidas da primeira vez que fiz Fondue. Pesquisei na net até mas a pesquisa não foi satisfatória. Assim, aqui fica o que sei...

IMG_4471.JPG

INGREDIENTES

4 a 5 quadrados de carne para fondue por pessoa

sal q.b.

óleo q.b.

gel ou alcool q.b.

umas gotinhas de água ardente

Molhos (pelo menos 4)

Acompanhamentos variados: batata frita, esparregado de espinafres e salada de fruta tropical (manga, laranja, ananás, uva....)

IMG_4463.JPG

IMG_4469.JPG

PREPARAÇÃO

Comece por arranjar a carne crua, colocando-a numa travessa de levar à mesa, apenas temperada com sal e pimenta.

Frite batatas aos palitos e faça um esparregado de espinafres (se gostar). Crie também uma salada de frutas, vai ajudar a refrescar e desenjoar. Os citrinos como a laranja (fatiada) e as frutas tropicais como a manga e o ananás (cortados em cubos) parecem-me as mais indicadas. Na minha, juntei também uns bagos de uva.

Quanto aos molhos, pode fazê-los ou comprá-los feitos. Mas molho tipo coktail ou wisky, molho de alho, maionese e ketchup são boas opções. Usei estes porque tinha crianças à mesa. Se não tivesse, eventualmente, acrescentaria um molho mais picante de pimenta, por exemplo. Molho simples de manteiga e limão também é boa opção.

Agora, algumas dicas importantes....

Qual a quantidade de óleo a colocar no recepiente de fondue? Bem, diria que, mais ou menos, deve encher a panelinha até meio.

E aquece-se o óleo antes ou leva-se frio para a mesa?

Aqueça bem antes de levar para a mesa, afinal a "lamparina" não tem força para o aquecer tanto assim, apenas o irá manter quente.

E põe-se apenas o óleo na panelinha? Não! Ponha uma rolha de cortiça (que foi o que eu pus) ou uma pequena batata com casca para ajudar o óleo a manter-se limpo e a durar mais.

E o que usar para queimar na lamparina? Pode usar alcool normal mas é mais perigoso por ser mais líquido. Hoje em dia, há um gel próprio à venda e encontra-o facilmente em grandes hipermercados como o Continente ou em lojas tipo A Casa... Peça simplesmente gel para pôr na lamparina do fondue, que sabem logo o que procura! E já há gel sem odor! Antigamente, havia alguns que deitavam um cheiro incomodativo. O gel tem mais do que uma vantagem: é mais espesso e seguro por isso; e arde mais devagar, pelo que dura mais tempo. 

Se adicionar umas gotinhas de água ardente tanto ao alcool como ao gel consegue aumentar ainda mais a sua durabilidade.

E todas as lamparinas podem usar alcool? Tanto as que têm uma rede ou buraquinhos por dentro como as outras completamente abertas? Sim! E gel? Bem, disseram-me que o gel não era tão indicado para as lamparinas de rede mas quando fui à loja de onde veio o meu equipamento (por acaso, era do Gato Preto), a funcionária disse que a minha lamparina que tinha uns buraquinhos também levava gel. Assim, eu coloquei gel. Demora mais a escorregar mas com paciência também entra para dentro dos tais buraquinhos. 

A lamparina parece que tem papel lá dentro, é normal? Sim, é. Não tire. É próprio.

Até onde encher a lamparina? Não encha muito, deixe pelo menos um terço vazio no cimo. Evita acidentes.

Quanto tempo dura o gel? Para terem uma ideia, para cerca de 25 a 30 pedaços de carne eu uso duas vezes gel. Ou seja, acendo ao início e a meio preciso de colocar mais. E demoramos muito tempo a comer, somos 5!

Espero que estas dicas ajudem. E aproveitem. O Fondue é uma delícia! Uma ideia divertida e descontraída para comer e conviver à mesa! E todos os componentes desta refeição são tão coloridos e bonitos...

IMG_4465.JPG

IMG_4466.JPG

IMG_4467.JPG

IMG_4468.JPG

 

 

 

 

 

09
Fev15

Bifinhos de perú com laranja

Bom Garfo

IMG_4446.JPG

Este prato é relativamente saudável (não fosse o pacotito das natas, mas em contrapartida não leva mais qualquer gordura e perú é carne branca), super rápido, super fácil mas tem um certo encanto... sai da rotina, embora se adopte muito bem como um prato a repetir várias vezes e quiçá a integrar a ementa da "casa". Parece mais elaborado do que é...

IMG_4448.JPG

INGREDIENTES PARA 5 PESSOAS

5 bifes de perú (gosto deles para o fino)

1 laranja grandinha ou 2 (sumo)

1 pacote de natas

2 dentes de alho

sal, oregãos, manjericão em especiaria para polvilhar

IMG_4445.JPG

 PREPARAÇÃO

Coloque os bifes num pirex de levar ao forno. Tempere-os com um pouco de sal. Por cima deles, pique os dentes de alho e verta o sumo de laranja. De seguida, verta as natas. Polvilhe com manjericão e orégãos (ou com a sua erva preferida) e leve ao forno, até o molho reduzir e ficar douradinho. 

Acompanhe com salada e arroz.

Mais fácil é difícil...

07
Fev15

Panados de perú à italiana

Bom Garfo

IMG_4509.JPG

 Já aqui tinha registado uma receita de panados. Esta é nova, mais elaborada. Tem um toquezinho italiano, não a tivesse eu aprendido com uma italiana!

Os panados com um pão ralado enriquecido com queijo, alho e manjericão, ficam tão bons!

IMG_4510.JPG

INGREDIENTES PARA 5 PESSOAS

5 bifes de perú finos

pão ralado, alho em pó, sal, pimenta, manjericão de especiaria (ou fresco), óleo, farinha q.b.

1 limão

2 a 3 ovos

 

PREPARAÇÃO

Parta cada bife de perú ao meio. Tempere cada bifinho com sal, pimenta e sumo de limão. Reserve.

Depois, monte uma espécie de linha de montagem para panar...

Vai precisar de 3 pratos: 1 para colocar farinha, outro para colocar os ovos previamente batidos com uma vara ou garfo e outro para colocar o pão ralado. Ora, o "segredo" está no pão ralado... Simples, adicione ao pão ralado uma mãozinha de queijo ralado (pode ser parmesão ou outro qualquer em pó), 1 colher e meia de manjericão em especiaria (ou uma meia mãozinha de manjericão fresco picadinho) e 3 pitadas boas de alho em pó. Mexa bem, por forma a que todos os ingredientes se misturem.

Entretanto, aqueça óleo numa frigideira, até ficar bem quentito.

Primeiro, passe o bifinho na farinha, depois no ovo (que este cubra o bifinho todo) e depois no pão ralado especial. Leve a fritar (de um lado e do outro). Quando estiver douradinho, retire e coloque num prato ou travessa forrado com papel de cozinha para ajudar a absorver o excesso de óleo. Repita com os bifinhos todos.

Sirva quente ou frio... Eu acompanhei com arroz branco, uma salada de alfaces variadas e tomate e manga...

30
Abr14

Chili de carne

Bom Garfo

Chili de carne, adoro! Mas, confesso que não sou muito adepta de picante e com crianças em casa nem pensar... Portanto, este é um chili com um sabor intenso mas sem ser picante. Tem aquele paladar que dá para perceber que não é receita da cozinha portuguesa, é aromático... quem gostar de picante, é só acrescentar-lhe! Mas este chili vale muito a pena, é delicioso! O segredo está nos cominhos, na variedade de pimentos e na abundância de coentros... Hummm...

 

INGREDIENTES para 10 a 12 PESSOAS

1,100 kg de carne de vaca picada (de preferência com um pouco de chouriço de carne corrente)

4 latas pequenas de feijão encarnado

1 cebola grandinha + 1 cebola pequena

6 dentes de alho

1/2 pimento vermelho

1/2 pimento verde

1 tomate maduro

1 caldo knorr de galinha

1 pacote e meio de polpa de tomate

vinho branco q.b.

sal, pimenta e orégãos q.b.

cominhos em pó (bastante mas q.b obviamente)

um raminho jeitoso de coentros frescos

 

PREPARAÇÃO

Faça um refogado com azeite, alhos picados, cebola picada, pimentos vermelho e verde picados, tomate picado e o caldo Knorr. Quando tudo estiver alourado, adicione a carne picada e envolva bem. Deixe ganhar cor. Refresque com um pouco de vinho branco. Depois, junte a polpa de tomate e o tempero (orégãos, pimenta, sal...). Deixe cozinhar alguns minutos. Acrescente os cominhos e mexa bem.

Assim que lhe pareça quase pronto, adicione os feijões (que como são de lata já estão cozidos) e tape. Deixe que fique bem quente. Polvilhe com muitos coentros picados. Incorpore tudo muito bem.

Convém que esteja molhadinho, ou seja, que tenha molho.

Sirva com arroz branco a acompanhar.

 

DICA: Se quiser, também pode adicionar 1 colher de chá de açafrão...

Bons Garfos que me visitaram

Hit Counters
HTML Hit Counter

Mais sobre mim

foto do autor

Top blogs de receitas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

  •  
  • APRESENTAÇÃO DA MINHA COZINHA...

  •  
  • Bolos

  •  
  • Bolos de tabuleiro

  •  
  • Doces de colher

  •  
  • Outros Doces

  •  
  • Quiches & Similares

  •  
  • Saladas

  •  
  • Entradas & Petiscos

  •  
  • Sopas

  •  
  • Carnes

  •  
  • Peixes

  •  
  • Mariscos

  •  
  • Moluscos

  •  
  • Outros pratos

  •  
  •  
  • Acompanhamentos

  •  
  • Receitas + saudáveis (menos calóricas)

  •  
  • Idéias Rápidas

  •  
  • Sugestões de decoração

  •  
  •  
  • Curiosidades sobre...

  •  
  •  
  • Para meter o garfo e a colher...

  •  
  •  
  • Utensílios de Cozinha & Mesa

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • OUTRAS COZINHAS QUE VISITO

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • MAIS SOBRE MIM (PINTURA)

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Bons garfos cá por casa


    My Stick Family from WiddlyTinks.com