Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

15
Abr19

Sopa de agrião sem batata

Bom Garfo

IMG_20190314_153121.jpg

Adoro sopa de agrião. É sempre levezinha e saborosa. Mas, por norma, leva bastante batata. Esta não leva nem uma única! Ótima para confortar o estômago antes do prato principal ou... para quem quer manter a linha! E o sabor está lá todo!

IMG_20190314_153142.jpg

INGREDIENTES

2 courgetes grandinhas

1 xuxu

1 alho francês

1 cebola pequena 1 a 2 dentes de alho

1 cenoura grande

um molhinho de agriões (ou um saco de agriões frescos do supermercado)

coentros frescos q.b.

azeite q.b.

água q.b.

sal q.b.

IMG_20190314_153138.jpg

PREPARAÇÃO

Leve num tacho ao lume, o alho francês, a cenoura e as courgetes cortadas em rodelas; a cebola cortada em meias luas grosseiras; o xuxu cortado em pedaços; um punhado pequeno de coentros frescos e o alho ou alhos. Cubra com água, deixando mais2 ou três dedos acima do nível dos legumes. Tempere com sal e espere que tudo esteja cozido. 

Quando isso acontecer, desligue o lume. Reduza a "puré" com a ajuda da varinha mágica. E polvilhe com os agriões (previamente lavados e arranjados), cortados em pedaços. Volte a levar ao lume. Rectifique o tempero. 

Quando os agriões estiverem de uma tonalidade mais escura, está pronta...

No fim de tudo, e já com o lume apagado, regue-a com um fio de azeite. Mexa com uma colher de pau, por forma a que se incorpore (o azeite cru é uma gordura saudável).

Sirva!

NOTA - Gosto desta sopa menos grossa, mais líquida. Isso, claro, vai depender do vosso gosto e da quantidade de água que utilizarem.

04
Mar17

Sopa de grão e espinafres

Bom Garfo

IMG_8048.JPG

 E lá voltamos nós novamente às sopas! Deve ser deste tempo frio ou da vontade ainda presente de me "desintoxicar" de Natais, Anos Novos, aniversários, Dias de Namorados... Não, não é por dietas. Não é mesmo! A sério! É mesmo por acreditar que no meio termo está o equilíbrio. Ou seja, se comemos coisas saborosas e gordurosas nuns dias em outros devemos tentar comer de forma mais saudável. Não sou fundamentalista.

A felicidade também está na comida... mas uma vida com saúde é certamente uma prioridade.

E às vezes, existem mesmo alturas em que me sinto farta de comidas complicadas, cheias de molhos... e me apetecem coisas simples e mais "naturais". Entendo isso como se fosse o corpo a pedir "restauro".

Bem, mas vamos à sopa, que até é das minhas preferidas e um clássico da gastronomia portuguesa... 

IMG_8046 (2).JPG

INGREDIENTES (rende-me cerca de 10 tigelas cheias)

500 a 600 g de grão de bico (equivale a duas latas pequenas)

2 alhos franceses (se preferir, pode substituir por uma boa cebola)

3 boas cenouras

4 boas batatas

2 talos de aipo (facultativo)

170 g de espinafres frescos

sal q.b.

coentros frescos (4 dedos picados)

1 fio de azeite

água q.b

IMG_8047 (2).JPG

PREPARAÇÃO

Leve uma panela grande ao lume com alho francês e cenouras cortados em rodelas, batatas cortadas em cubos, aipo cortado em tiras, grão (todo se quiser que fique uma sopa apenas cremosa ou se desejar que a sopa também tenha alguns a boiar reserve alguns para esse efeito), o molhinho de coentros, sal q.b. e água suficiente para que cubra os alimentos e ainda os ultrapasse em altura por 2 ou 3 dedos. Tape e deixe ferver. Quando os legumes estiverem cozinhados, apague o lume e passe a sopa com a varinha mágica. Acrescente-lhe folhas de espinafres frescos partidas em pedaços, rectifique o tempero, mexa e leve de novo ao lume. Se quiser que a sopa tenha alguns grãos não passados, é agora que os deve adicionar. De vez em quando vá mexendo. Quando os espinafres estiverem mais escuros e amolecidos, desligue o lume. Junte um fio de azeite (o azeite cru é uma gordura saudável e vai acrescentar um toque aveludado à sopa) e, com a colher de pau, incorpore-o. A sopa está pronta!

24
Jan17

Creme de abóbora com especiarias (e sem batata)

Bom Garfo

IMG_7930.JPG

No Inverno a sopa é algo reconfortante.

Quando era miúda, a minha avó dava-me sopa ao almoço e ao jantar sete dias da semana durante todo o ano.

Quando os meus filhos eram mais pequeninos havia sempre sempre sopa, quanto mais não fosse para eles... Mas os tempos mudam... E confesso que não faço sopa todo o ano, até porque no Verão raramente me apetece... Mas é algo saudável e comer sopa também é saudável. Estou a tentar reatar uma relação mais séria com a sopa, do estilo: pelo menos, uma vez por dia, durante 4 ou 5 dias da semana...

Ao contrário da maioria das crianças, os meus filhos adoram sopa com legumes a boiarem... Pois, não são muito adeptos de cremes. Mas, de vez em quando, temos que variar e este eles adoraram!

E aqui fica uma sugestão muito agradável, fácil, rápida, económica e super saudável!

 

INGREDIENTES

1 kg de abóbora crua (sem casca)

1 cebola

2 dentes de alho

1 colher de chá de caril

1 colher de chá de coentros (especiaria)

1/2 colher de chá de cominhos

1 colher de café de açafrão

1 colher de café de cardamomo

1 pitada de noz moscada

sal q.b. (se quiserem também podem juntar 1 caldo Knorr de legumes)

1 fio de azeite

água q.b.

cerca de 100 ou 150 ml de leite

coentros frescos picados para polvilhar

IMG_7929.JPG

PREPARAÇÃO

Leve os alhos picados com a cebola picada a alourar num fio de azeite, ao lume. Depois, acrescente a abóbora partida em pedaços pequenos e envolva. Tempere com o sal e as especiarias (caril, cominhos, coentros, açafrão, noz moscada e o caldo Knorr se optar por ele). Cubra com água. Tape e deixe cozinhar.

Passe com a varinha mágica. Acrescente o leite, mexa. Rectifique o tempero. Deixe levantar fervura. Polvilhe com coentros picados e retire do lume. E este creme saboroso está pronto a servir! 

 

16
Jan17

Sopa de Natal

Bom Garfo

IMG_7911.JPG

Por acaso, foi na semana a seguir ao Natal que encontrei a receita desta sopa maravilhosa que não comia há 13 anos... desde o Natal de 2003, o último em que tive a alegria de contar com a presença da minha querida avó... que nos deixou um mês e meio depois... Que saudades! Da minha avó e da sopa! Desde 1980 (ainda eu nem sabia ler ou escrever) que esta sopa entrou para a nossa ementa de Natal e desde aí que a minha avó a passou a fazer religiosamente. E só a fazia mesmo no dia 24, para a Consoada. E a dita sopa ganhou assim um lugar de destaque na nossa mesa, porque ansiávamos por ela todo o ano. Virou tradição. Não tive tempo de escrever a receita e esta assim desapareceu... Encontrei-a em casa da minha avó e dos meus padrinhos, perdida nos confins de uma gaveta, há pouco tempo. Não descansei enquanto não a experimentei! E lá comprovei o que pensava: tratava-se realmente da nossa saudosa "sopa de Natal"... Mesmo!

Que sabor bom, que memórias fantásticas... e, de uma certa forma, sinto-me como se tivesse "recuperado" mais um bocadinho da minha avó!

Foi aprovadíssima pelas minhas três crianças, que nunca tinham tido o prazer de a saborear.  Agora, só mesmo em Dezembro é que a voltarei a fazer, para dar continuidade à nossa peculiar tradição.

Esta nossa sopa de Natal é, por assim dizer, uma sopa de Inverno, branca, bonita à vista, e rica. Na minha opinião, é uma excelente sopa para uma ocasião especial, uma festa... e não tanto para o dia-a-dia, até porque não é muito light... e acho-a tão deliciosa que não a quero vulgarizar. Pretendo restituir-lhe o "lugar" que era dela...

IMG_7913.JPG

 INGREDIENTES

3 nabos jeitosos

3 boas batatas

2 alhos franceses

1,5 litros de água

1 caldo knorr de galinha

75 gr de manteiga

2 gemas de ovo

1 pacotinho de natas (=200 ml)

sal q.b,

IMG_7912.JPG

PREPARAÇÃO

Leve uma panela a lume brando com as partes claras dos alhos franceses partidas em rodelas finas (reserve as partes mais escuras), os nabos partidos em pequenos cubos e a manteiga também partida em pedacinhos. Tape e deixe "alourar" por cerca de 3 minutos, até a manteiga estar completamente derretida e os legumes terem cor de que começaram a cozinhar. De seguida, junte as batatas (partidas em rodelas razoavelmente finas), misture bem e deixe cozinhar mais uns 2 minutos. Acrescente, então, a água e o caldo Knorr. Coza aproximadamente por 35 minutos. Depois, desligue o lume e passe a sopa com a varinha mágica.

À parte, bata numa tigela as gemas com as natas. E corte as partes verdes escuras dos alhos franceses (que tinham ficado reservadas) em fios finos, como se fosse a couve para o caldo verde.

Volte a ligar o lume à sopa e incorpore-lhe a mistura das gemas com as natas. Mexa bem. Rectifique o sal e adicione os fios de alho francês. Cozinhe até voltar a levantar fervura. Está pronta! 

NOTA: Se, por acaso, não tiver as partes verdes escuras dos alhos franceses, pode substituir por 200 ou 250 gr de espinafres cortados em tiras fininhas e alguns coentros, por exemplo. Também fica boa, embora a versão original, para mim, seja a melhor:)

27
Mar15

Sopa de nabiças

Bom Garfo

 

Sopa de nabiças é um clássico das nossas sopas portuguesas. Eu gosto imenso e é a preferida da minha filhota mais velha.

Esta é uma sopa muito simples e saborosa...

 

INGREDIENTES para 8 a 10 Doses

5 batatas

2 cenouras

1 cebola

1 alho francês

1 raminho pequeno de coentros

2/3 de um molho de nabiças (ou cerca de 150 / 200 gr de folhas de nabiças já arranjadas)

1 fio de azeite

sal q.b.

1 caldo Knorr de legumes (facultativo)

 

PREPARAÇÃO

Comece por descascar as batatas e cortá-las em bocados. Retire fora as primeiras 2 ou 3 folhas do alho francês, eliminando-as. Depois, corte o alho francês às rodelas. Descasque as cenouras e corte-as, igualmente, às rodelas. Descasque a cebola e corte em 3 ou 4 partes. Junte o pequeno raminho de coentros, o caldo Knorr de legumes (se tiver optado por ele) e 2 pitadas de sal. Cubra com água. Leve a cozer, tudo junto, e com tampa. 

À parte, arranje o molho de nabiças: lave-o e e solte cada folha dos talos, partindo cada uma em pedaços pequenos. Escorra bem e reserve.

Assim que os outros legumes estiverem cozidos, apague o lume e passe-os com a varinha mágica até obter um creme homogéneo, com aspecto macio, nem muito grosso nem muito aguado. De qualquer modo, prefira mais líquido, pois o procedimento que se segue sempre o irá engrossar mais um bocadinho...

Chegou a vez de adicionar as nabiças e de levar a sopa ao lume (brando) de novo. Rectifique o tempero e vá mexendo, para que não se cole ao fundo tacho.

Quando as folhas das nabiças estiverem mais escuras e moles, a sopa está pronta. Apague o lume, junte um fio de azeite e mexa bem com a ajuda de uma colher de pau.

 

DICA: Por exemplo, em alguns supermercados - como o Pingo Doce -, já se encontram embalagens de folhas de nabiças na zona dos frescos. Assim, apenas terá que dar uma lavagem rápida e cortar (à mão ou com uma tesoura de cozinha) mais um pouco as folhas. Poupa tempo.

25
Mar14

Sopa de legumes sem batata

Bom Garfo

Na semana passada só fiz uma vez sopa e isso desiquilibra-me um pouco os almoços, o peso, etc! Ah, ah! Então, para começar bem a semana, hoje lá fui fazer uma panela, que rende cerca de 6 a 7 sopas. Mas decidi fazer sopa sem batata, o que até não costumo muito. Embora, na maioria das vezes, não ponha muitas batatas (só na sopa de agrião e na de nabiça, porque me sabe bem um sabor tão simples e gosto de olhar para a sua cor clarinha só com os verdes a boiarem)... Ok, mas esta tem até um sabor intenso e zero batatas! É que hoje pesei-me e tinha 1 kg a mais e eu já costumo ser rolicinha, não preciso de mais! Não sei se foi de um remédio que tenho andado a tomar ou se, sem dar conta, comi - assim, como quem não quer a coisa - uns bolitos a mais... Não interessa! O facto é que não sou fanática de dietas, não deixo de comer o que gosto, não me importo de uns quilitos a mais mas tenho os meus limites. E este quilito passa 1 quilito dos meus limites, que já são até bem simpáticos... Portanto, lá fui fazer a sopita para remediar as coisas:)

 

INGREDIENTES

2 courgetes grandinhas

1 beringela

1/2 pimento vermelho

2 alhos franceses

4 cenouras

1 couve coração de boi pequena

1 pequeno raminho de coentros frescos

1 caldo knorr de legumes

água, sal e azeite q.b.

 

PREPARAÇÃO

Descascar as courgetes, a beringela e as cenouras. Partir às rodelas e colocar num tacho grande.

Retirar s primeiras 2 ou 3 folhas aos alhos franceses (eliminá-las) e cortá-los às rodelas. Juntar aos outros legumes. Partir o pimento em pedaços e deitá-lo, com os coentros e o caldo de legumes no referido tacho. Encher com água. Temperar com algum sal. Tapar e deixar cozinhar. Quando tudo parecer cozinhado, apagar o lume e passar com a varinha mágica, por fiorma a obter um creme homogéneo. 

Entretanto, lavar a couve e cortá-la em pedacinhos mesmo pequenos (como se a estivesse a ralar com a faca) para dentro do tacho. Levar de novo ao lume, brado, e ir mexendo, para que não se cole ao fundo.

Quando a couve parecer cozinhada, rectificar o tempero. Apagar o lume e adicionar um feio de azeite. Mexer bem com a colher de pau, para que o azeite se dissolva na sopa.

Pronta a servir!

23
Fev14

Sopa de agrião e batata

Bom Garfo

    

Quem diz que as coisas simples não têm o seu encanto?! Têm e muito! Com um sabor caseirinho, aroma de abraços e colinho... hummm! É das sopas mais simples e mais saborosas. Faz-me lembrar a minha infância!

Por cá come-se com assiduidade e carinho:) 

 

INGREDIENTES para 1 PANELA JEITOSA:)

5 batatas médias

150 gr de agrião fresco

1 raminho de coentros

1 cebola média (ou 1 alho francês)

2 cenouras médias

1 caldo knorr de legumes

sal e azeite q.b.

 

PREPARAÇÃO

Descasque as batatas e corte aos cubos. Descasque as cenouras e corte às rodelas. Descasque e corte grosseiramente a cebola (se for o alho francês corte às rodelas). Junte estes ingredientes mais o raminho de coentros, o caldo knorr de legumes numa panela. Encha com água e adicione-lhe uma pitada de sal. Cozinhe ao lume, com tampa. Quando tudo estiver razoavelmente cozinhado, apague o lume. Passe com a varinha mágica. Rectifique o sal. Corte agrião às folhinhas e junte ao creme. Volte a ligar o lume. Vá mexendo para não queimar no fundo. Assim que veja que o agrião já não está cru pode apagar o lume. Regue com um fio de azeite, mexa com a colher de pau. Prontinha e quentinha!

Bons Garfos que me visitaram

Hit Counters
HTML Hit Counter

Mais sobre mim

foto do autor

Top blogs de receitas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

  •  
  • APRESENTAÇÃO DA MINHA COZINHA...

  •  
  • Bolos

  •  
  • Bolos de tabuleiro

  •  
  • Doces de colher

  •  
  • Outros Doces

  •  
  • Quiches & Similares

  •  
  • Saladas

  •  
  • Entradas & Petiscos

  •  
  • Sopas

  •  
  • Carnes

  •  
  • Peixes

  •  
  • Mariscos

  •  
  • Moluscos

  •  
  • Outros pratos

  •  
  •  
  • Acompanhamentos

  •  
  • Receitas + saudáveis (menos calóricas)

  •  
  • Idéias Rápidas

  •  
  • Sugestões de decoração

  •  
  •  
  • Curiosidades sobre...

  •  
  •  
  • Para meter o garfo e a colher...

  •  
  •  
  • Utensílios de Cozinha & Mesa

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • OUTRAS COZINHAS QUE VISITO

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • MAIS SOBRE MIM (PINTURA)

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Bons garfos cá por casa


    My Stick Family from WiddlyTinks.com