Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

BOM GARFO

Na minha cozinha... Simples e experimental... Colorida e divertida... Nascem sabores para degustar, para alegrar a família e os amigos... e para partilhar com quem seja Bom Garfo:)

27
Mar18

Flan parisience (tarte de nata)

Bom Garfo

IMG_20180310_004901.jpg

IMG_20180310_010452.jpg

Deve ser difícil encontrar quem não goste desta tarte clássica, cuja receita veio da França (como o próprio nome indica).

Tem um sabor simples e docinho (o rum dá-lhe um travozinho muito especial), uma textura aveludada e cremosa.

Fiz numa tarteira grande. Ficou altinha, mesmo como eu gosto!

IMG_20180310_010153.jpg

INGREDIENTES

Para a massa:

200 gr de farinha

80 gr de manteiga amolecida

1 gema

1 pitada de sal

Para o recheio:

300 gr de açúcar

150 gr de farinha maisena

3 ovos

1 l de leite

400 ml de natas (=2 pacotinhos)

30 ml de rum

2 colheres de chá de essência de baunilha

2 paus de canela

Para calda:

2 c de sopa mal cheias de açúcar 

água q.b. para cobrir o açúcar num tachinho pequeno

IMG_20180310_010440.jpg

PREPARAÇÃO

Comecei por preparar a massa: coloquei a farinha e a manteiga amolecida numa tigela e misturei-as com as pontas dos dedos. Aos poucos, fui adicionando 60 ml de água gelada, juntei a gema e a pitada de sal (se usarem manteiga com sal, porque a receita não especifica, não ponham ou então ponham uma mini pitada de sal), amassei um pouco e moldei uma bola. Tive atenção para não trabalhar demasiado a massa, para que ela não se tornasse muito elástica. Embrulhei-a em película aderente e levei ao frigorífico por 1 hora.

Untei a tarteira com spray e forrei-a com papel vegetal. Passado aquele tempo, estendi a massa e forrei com ela a tarteira. Piquei a superfície com um garfo e reservei.

Fiz o recheio... Bati os osvos com o açúcar. Adicionei a farinha maisena, sem parar de mexer, bem como o leite e as natas. Depois, juntei a baunilha e os paus de canela, transferi para um tacho e levei a lume brando. Bati com uma vara de arames até começar a ferver e o creme a engrossar. Retirei do lume, tirei-lhe os paus de canela. Adicionei o rum, mexi e deixei arrefecer.

Verti o preparado na tarteira, por cima da massa, e levei ao forno pré-aquecido a 200ºC. durante aproximadamente 1 hora. Então, retirei a tarte do forno, deixei arrefecer. 

Entretanto, fiz a calda para pincelar a tarte, para ela ficar brilhante e bonita... Levei o açúcar com a água num tachinho ao lume e esperei que o primeiro se dissolvesse completamente. Quando isso aconteceu, desliguei o lume e, com a ajuda de um pincel, pincelei o topo da tarte.

Levei-a ao frigorífico até servir. Gosto dela fresquinha...

IMG_20180310_004849.jpg

 

17
Mar18

Tarte de côco com leite condensado

Bom Garfo

IMG_20180205_224328.jpg

Tarte de côco. Simples. Húmida. Cremosa. Saborosa. Deliciosa. Rápida. Económica. Recomendável.

Como o Dia do Pai está quase a chegar, esta poderia ser uma boa opção doce para preparar com as crianças... para pais apreciadores de côco...

(Apenas peço desculpa pela cor das fotos, não sei bem o que se passou... Na verdade, a tarte tem uma cor assim mais amarelinha... Mas, pelo menos estas fotos dão a ideia  do aspecto da tarte e da sua textura...)

IMG_20180205_224017.jpg

INGREDIENTES

1 massa quebrada de compra

Para o recheio:

150 g de côco ralado

40 g de manteiga derretida

4 dl de leite

1 + 1/2 lata de leite condensado 

3 colheres de sopa de farinha maisena

Para decorar:

Côco ralado (desta vez não pus)

1/2 lata de leite condensado

IMG_20180205_224254.jpg

PREPARAÇÃO

Ligue o forno 180ºC. 

Forre uma tarteira com a massa e pique toda a superfície com um garfo. Reserve.

Faça o recheio... Deite o leite no liquidificador, adicione a farinha maisena, 1 lata e meia de leite condensado, a margarina derretida e o côco ralado. Bata bem. Depois, verta por cima da massa que está na tarteira e leve ao forno, cerca de 50 minutos (no meu leva sempre mais).

Retire do forno quando estiver douradinha, deixe arrefecer bem e desenforme. Transfira para o prato de servir. Regue com a metade da lata de leite condensado e leve ao frio. Pessoalmente, acho-a melhor fresquinha.

Quando for altura de servir, polvilhe com o côco ralado. Desta vez, não o fiz, para que não soubesse tanto a côco e alguns dos miúdos a comessem melhor (sim, porque estranhamente não são grandes apreciadores de côco!).

É bastante cremosa e agradável.

IMG_20180205_223954.jpg

 

 

03
Abr16

Tarte de leite condensado

Bom Garfo

IMG_6884.JPG

Uma tarte simples, docinha e bonita. Esta tarte fica muito altinha, como gostamos!

IMG_6887.JPG

INGREDIENTES

1 pacote de bolacha maria

160 gr de manteiga 

6 ovos

1, 5 lata de leite condensado cozido

* Se quiser, adicione o sumo de meio limão ou a raspa

IMG_6883.JPG

 

IMG_6886.JPG

PREPARAÇÃO

Pique as bolachas. Reserve. Leve a manteiga a lume brando para derreter. Verta a manteiga nas bolachas, amasse bem e forre com este preparado o fundo de uma tarteira.

Agora que já tem a base pronta, prepare o recheio.

Misture as gemas e o leite condensado. Bata as claras em castelo. (Adicione o sumo ou a raspa de limão, se assim optar). Envolva as claras na mistura do leite condensado.

Verta na forma, por cima da base de bolacha e leve ao forno médio, até dourar e deixar de estar líquida.

Bom apetite!

IMG_6885.JPG

21
Fev15

Tarte de ricotta com cobertura de chocolate

Bom Garfo

IMG_4616.JPG

Ei-lo: o 2º bolinho do Dia dos Namorados. Como o prometido é devido, aqui vai a receita... Não se antes tecer algumas considerações sobre o bolo. No fundo, é uma espécie de cheescake feito no forno. Tem sabor parecido mas a consistência (apesar de mole) é outra. Ricotta é um queijo italiano com sabor parecido ao nosso requeijão mas mais cremoso. Tanto se pode utilizar ricotta em bolos como este como em pratos salgados. E, por último, escolhi fazer uma cobertura de chocolate por causa da filha mais velha, se fosse por mim optaria por uma geleia de frutos, penso que combina melhor. Obviamente que a decoração foi propositada para a data (elaborada com lápis de pasteleiro a 2 tons)... Este é um bolo rápido e não demasiado doce.

IMG_4619.JPG

INGREDIENTES

(massa): 500 g de ricotta

1 colher de sopa de farinha

1 colher de sopa de manteiga

1 lata de leite condensado

1 medida da lata de leite normal

3 gemas + 3 claras

1 colher de chá de extrato de baunilha

(cobertura): 1/2 tablete de chocolate negro (usei Nestlé)

1 colher de sopa de manteiga

1/3 de pacote de natas

IMG_4620.JPG

 

PREPARAÇÃO

Para fazer a massa é bater tudo junto no liquidificador, com excepção para as claras que devem ser previamente batidas em castelo e depois suavemente incorporadas no preparado que saiu do liquidificador.

Leve ao forno numa forma untada e forrada com papel vegetal a 180cº. Quando o palito sair seco está pronta! Deixe arrefecer e coloque no frigorífico. Faça a cobertura. Derreta o chocolate com a manteiga  e adicione as natas, mexa bem, por forma a obter um creme uniforme, liso e macio. Depois, verta o creme por cima da tarte de ricotta já bem fria e sirva logo ou volte a colocar no frigorífico alguns minutos.

 

16
Ago14

Cheesecake de limão

Bom Garfo

Ora aqui está uma receita ideal para sobremesa de Verão. Vulgar (vê-se bastante por aí, com algumas diferenças mas vai dar no mesmo) mas saborosa.

Uma espécie de semi-frio ou de cheesecake de limão!

Prometo que é docinha, fresquinha e rápida de fazer (sem contar com o tempo que tem que ficar no frio)!

 

INGREDIENTES

1 pacote de bolacha maria

150 gr de manteiga

1 lata e meia de leite condensado (normal, não é cozido)

5 folhas de gelatina

sumo de 2 limões pequenos

1 embalagem de queijo mascarpone (250 gr)

meia embalagem de queijo Philadelfia (125 gr)

PREPARAÇÃO

Triturar as bolachas e juntar-lhes a manteiga derretida (clarinha). Amassar bem e forrar com este preparado o fundo de uma tarteira.

Entretanto, parta as folhas de gelatina e dissolva-as em água quente.  No fim, pode levá-las ao micro-ondas para ajudar a que se dissolvam completamente.

Numa tigela, bata os queijos creme com o leite condensado. Acrescente o sumo dos limões. Bata bem. Junte as folhas de gelatina e misture tudo.

Verta o preparado por cima da bolacha que forra a tarteira.

Leve ao frigorífico, pelo menos 3 horas. Pode acelerar o processo se levar ao congelador 1 hora... Eu nunca consigo, nunca tenho espaço:(

E está pronto!

Mas no dia seguinte ainda está melhor, mais rijinho!!!!

06
Ago14

Tarte de maçã à minha moda

Bom Garfo

Esta tarte de maçã lembra-me sempre a minha infância, a minha adolescência... as minhas festas de anos, as festas de anos dos meus primos...  Era a mãe deles que a fazia... Fê-la anos a fio mas um dia que lhe perguntei a receita confessou-me que depois deixou de a fazer e a perdeu... Assim, por tentativas de aproximação (puxando pelo sabor da memória e acrescentando alguma imaginação) cheguei à tarte que aqui vos apresento. Assim, desde há alguns anos que a faço... E, para mim, é a melhor tarte de maçã... hummmmm:)

 

INGREDIENTES

1 massa quebrada de compra

8 a 10 maçãs reineta

1 limão

1 lata e meia (ou 2) de leite condensado cozido (conforme o tamanho da tarteira)

1 colher de sopa de canela

1 colher de sobremesa de cacau em pó

1 colher de sopa mal cheia de farinha maisena

canela e açúcar q.b para polvilhar

PREPARAÇÃO

Pré-aquecer o forno.

Descascar as maçãs reinetas e partir cada uma em 4 partes. Reservar cerca de 9 partes para enfeitar a tarte. Cozer as restantes, em água.

Com as reservadas, partir finas fatias para um pratinho, depois polvilhar com açúcar e canela e espremer 1 limão para cima delas. Misturar tudo. O sumo de limão ajudará a que as fatias de maçã não escureçam enquanto esperam.

Enquanto as maçãs cozem, forre a tarteira com a massa e com a ajuda de um garfo pique todo o fundo.

Depois de cozidas, retire do lume e escorra as maçãs. Acrescente o leite condensado e bata com a batedeira. Adicione a canela e o cacau e mexa. Por fim, a farinha maisena e volte a envolver tudo muito bem. Leve ao lume, uns minutos, vá mexendo. A ideia é que o preparado ganhe um pouco mais de consistência e que os sabores se fundam.

De seguida, verta o preparado sobre a massa na tarteira. Decore, por cima, com as fatias das maçãs. Apare o excesso de massa dos lados, cortando-a à altura do enchimento da tarte.

Leve ao forno. Assim, que parecer douradinha e vir que a massa está cozida, retire. Deixe arrefecer.

Hum, o sabor a maçã, canela e leite condensado.... muito bom! 

14
Abr14

Tarte de frutas especial

Bom Garfo

Eu disse que andava muito amiguinha dos morangos:) Porém, fiz algo que nunca tinha feito: uma tarte com morangos! Bolos com morangos tudo bem, mas tartes... Bem, tartes de maçã, de requeijão... Quando a tarte é de fruta a minha predilecta é a de maçã. Contudo, já tinha feito bolo holandês de morango há pouco tempo... e esse voou num ápice... E tinha morangos... Ok, vamos lá magicar algo. E saiu esta tarte cujo sabor é leve, fresco, não demasiado doce mas doce q.b.. Agradou a todos e acho que é uma óptima sobremesa de Verão. Tarte de frutas com 2 recheios. Desta vez foi de morangos, para uma próxima quem sabe?!  :)

 

INGREDIENTES

1 pacote de massa quebrada de compra (usei do Pingo Doce)

1 caixinha de morangos

200 ml de natas Longa Vida (aquelas de embalagem mole que estão no frio, nos super)

3 colheres de sopa de açúcar

uma colher de chá de essência de baunilha

1,5 folha de gelatina incolor

500 ml de leite

90 gr de açúcar

1 pitada de canela

45 gr de farinha maizena

1 colher de sopa mal cheia de manteiga

2 ovos

3 gemas

PREPARAÇÃO

Colocar a massa na tarteira e picar com um garfo todo o seu fundo. Reservar.

Picar a maioria dos morangos (cortá-los em pedacinhos), deixar alguns para cortar em fatias do tamanho do morango. Reservar.

Fazer o 1º recheio: levar o leite a levantar fervura. À parte, numa tigela, bater os ovos e as gemas com o açúcar, a farinha e a pitada de canela. Depois, misturar bem no leite. Juntar a manteiga e voltar a ligar o lume (brando), não parar de mexer até engrossar mas ficar sem grumos. Quando o creme estiver homogéneo e grossinho, retirar do lume. Deixar arrefecer. Verter metade sobre a massa da tarteira. Polvilhar abundantemente com morangos picados. Verter o restante por cima. Levar ao forno.

Entretanto, prepare o chantilly: bata as natas com o açúcar, adicione a essêcia de baunilha e a gelatina incolor diluída (previamente em água quente e no microondas). Leve ao frigorífico e reserve.

A tarte está pronta. Retire do lume, deixe arrefecer. Desenforme.

Cubra o seu topo com o chantilly e enfeite com as rodelas de morangos que havia reservado. Se quiser e tiver tempo, coloque no frigorífico, praticamente até ser hora de levar para a mesa. 

Agora, delicie-se... A tarte é óptima bem fresquinha.

02
Abr14

Tarte de requeijão

Bom Garfo

Esta tarte de requeijão é receita da minha mãe. Da minha mãe que não costuma fazer doces mas quando faz são óptimos! Esta tarte é, simplesmente, deliciosa!!!! Uma óptima textura e um saborzinho a canela que faz salivar! Por aqui, é habitual nas nossas mesas de festa - já que sai sempre bem e acaba por ser um bolo simples com um sabor requintado - e, de vez em quando, para um lanchinho.

Aconselho mesmo a experimentarem...

  

INGREDIENTES (para uma tarteira grande e alta das de vidro)

9 gemas

6 claras

100 gr de manteiga

cerca de 700 gr de requeijão (= 3 requeijões grandinhos ou 4 mais pequenos)

345 gr de açúcar

3 colheres de sopa de farinha com fermento

1 colher de chá (mal cheia) de fermento em pó

3 ou 4 colheres de chá de canela

 

PREPARAÇÃO

Num recipiente misture o açúcar com as gemas (bata). Noutro, misture a manteiga, à temperatura ambiente e cortada em pedaços pequenos, com o requeijão e a canela. Bata bem, até obter um creme homogéneo. Depois, junte os dois preparados e muisture enericamente, por forma a que fiquem bem envolvidos. À parte, bata as claras em castelo. Acrescente-as, aos poucos, à massa. Integre-as com delicadeza, com a ajuda de uma colher de pau.

Unte uma tarteira com manteiga, forre-a com papel vegetal também untado. Verta o preparado na tarteira e leve ao forno (pré-aquecido).

Quando a tarte estiver cozida (fofa), se quiser, ligue o grill e doure um pouco mais por cima, para ficar com uma crostinha mais estaladiça.

 

DICA: Esta é receita e meia (quantidades), para dar para a tarteira de vidro grande. A receita original é para uma tarteira mais pequena e seria de 6 gemas, 3 claras, 65 gr de manteiga, 230 gr de açúcar, 2 requeijões grandinhos (400 a 500 gr de requeijão), 2 colheres de sopa de farinha com fermento, 1/2 colher de chá de fermento e 1 a 2 colheres de chá de canela. Mas aí, a tarte sai mais baixinha (e claro com menos diâmetro)...

21
Mar14

Tarte merengada de chocolate

Bom Garfo

Bem sei que disse que este blog era uma compilação de receitas da minha casa. Umas muito antigas, já da minha avó e da minha madrinha; outras que criei ou adoptei e que se fazem com regularidade. Mas como a vida não é estática, todos os dias criamos novas memórias e acrescentamos sal e açúcar à nossa existência. São as novidades, os acrescentos que nos enriquecem. Assim, ando numa fase de experimentar receitas novas e as que mais gostar serão acrescentadas à lista das "receitas de uma vida", ou seja, significa que as irei fazer mais vezes.

Além disso, gosto de fotografar o que cozinho, e, portanto, nem todas as minhas receitas antigas estão fotografadas. À medida que as vou repetindo vou esforçando-me por não me esquecer da fotografia, porque agora tenho este blog:) Mas, entretanto, vou fotografando também as novidades.

Esta novidade que vos trago hoje é a tarte merengada de chocolate. Confesso que me encheu o olho mas não o paladar. Mas como todos nós temos gostos diferentes, aqui vos deixo a receita para o caso de quererem provar. É que é um doce nada doce. Ok, também não gosto de doces enjoativos mas doces sem sabor não... Para isso, escuso de engordar, hehe! Ou bem que me satisfaz e compensa ou não...

Come-se, não vou dizer que não... mas não é nada de especial e não vai integrar a minha lista de "Receitas de uma vida"... Mas, por exemplo, tenho um amigo que gosta de doces nada doces que de certeza ia aprovar:)

INGREDIENTES

Base:

325 gr de biscoitos de chocolate (usei bolachas maria de chocolate)

100 gr de manteiga

Recheio:

5 gemas

6 colheres de sopa de açúcar em pó

6 colheres de sopa de farinha de milho

800 ml de leite

100 gr de tablete de chocolate de culinária derretido

Cobertura de Merengue:

4 claras

200 gr de açúcar em pó

umas gotinhas de essência de baunilha

 

PREPARAÇÃO

Esmagar as bolachas e misturar-lhes a mateiga derretida. Envolver bem, fazendo uma massa homegénea e com aspecto areado. Forrar o fundo de uma tarteira de 26cm. Piquei com um garfo. Reservei.

Para o recheio, bater as gemas com o açúcar e a farinha de milho, adicionar um pouco de leite. Aquecer a maior parte do leite, até ferver e colocar por cima da mistura das gemas, sem parar de bater. De seguida, levar todo o preparado ao lume brando, até engrossar. Fica com aspecto de leite creme consistente. À parte, derreter o chocolate. Por fim, juntar o chocolate derretido ao creme anterior e envolver muito bem. Parece um leite creme de chocolate. Despejar sobre a base de biscoito. Reservar.

Depois, faz-se o merengue... Bata as claras em castelo e vá acrescentando o açúcar, sempre a bater... e a essência de baunilha. Quando obtiver um preparado duro e brilhante está pronto. Cubra a tarte com o merengue. Se quiser pode enfeitá-la, usando um saco de pasteleiro ou uma seringa... Leve ao forno (pré-aquecido), até o merengue dourar, a cerca de 170 ou 180 ºC.

06
Mar14

Tarte de limão merengada

Bom Garfo

Adoro tarte merengada de limão... mas tem que ser especial:) Assim, vou fazendo receitas até encontrar a "perfeição".  Eu não aprecio por aí além doces de limão. Eu sei, parece um contrasenso, mas gosto mesmo (e só) de tarte de limão merengada. Tem que ser doce, ácida, cremosa e crocante. Adoro a tarte de uma pastelaria onde costumo ir mas sei que não me irão dar a receita:) Então, vou experimentando. Há uns tempos fiz uma que não gostei nada. O sabor em nada se assemelhava. Agora, fiz esta! Esta tem um sabor parecido mas as texturas ainda não são as perfeitas (digo eu que sou esquisita, ah ah). Mas é muito boa. Aconselho!

INGREDIENTES

1 base de massa quebrada

2 latas de leite condensado sem ser cozido

4 ovos (gemas + claras)

sumo de 3 a 4 limões pequenos

6 colheres de sopa de açúcar

2 colheres de farinha de milho ou maizena

 

PREPARAÇÃO
Forre uma tarteira grandinha e alta com a massa quebrada. Pique o fundo com o garfo. Reserve.

Separe as gemas e as claras. As gemas coloque logo numa panelinha, onde vai juntar o leite condensado e levar ao lume brando até engrossar. Adicionar a farinha e o sumo dos limões. Aconselho a ir provando, a partir do sumo do 2º limão, para adequar ao seu paladar. Misturar muito muito bem. Depois de engrossado retirar do lume e verter sobre a massa. Reservar.

Faça o merengue. Bata as claras até ficarem rijas e adicione o açúcar, vá batendo sempre.

Depois, coloque o merengue por cima e leve ao forno para alourar, talvez cerca de 30 minutos, depende do seu forno e do quanto está pré-aquecido. Eu, desta vez, ia-me esquecendo dela:)

Sirva fresquinha!

 

12
Fev14

Banoffee Pie

Bom Garfo

 

  

Banoffee Pie ou Tarte de Banana e Caramelo! Esta é uma sobremesa bastante corrente por terras de Sua Majestade (Reino Unido). É simples de fazer e enche o olho, além de acariciar gulosamente o paladar.  Há tempos que andava para experimentar, pois experimentei. Ficou deliciosa, apenas alteraria algumas coisinhas na massa (por exemplo, usaria a manteiga derretida e não a manteiga ao natural, ou optaria pela massa da tarte de chocolate e leite condensado que aqui já publiquei, sem o chocolate e com especiarias). Ao chantilly, talvez acrescentasse 1 ou 2 folhas de gelatina incolor, porque sempre ficaria mais duradouro... Mas é uma delícia. Experimentem.

 

INGREDIENTES

300 gr de bolachas digestivas

125 gr de manteiga (usei Matinal magra)

1/2 colher de café de gengibre (especiaria)

1 pitada de noz moscada (especiaria)

1 colher de café de erva doce (especiaria)

3 bananas jeitosas e maduras sem ser em demasia

1 lata de leite condensado cozido

2 pacotes de natas para bater (uso daqueles maleáveis de plástico da Longa Vida)

4 colheres de sopa de açúcar

umas gotas de limão

chocolate em pó para polvilhar q.b.

 

PREPARAÇÃO

Pique as bolachas na picadora ou no copo liquificador até obter uma espécie de farinha. Junte a manteiga partida aos pedacinhos e envolva tudo muito bem até ter uma massa mais ou menos homogénea (apesar de granulada). Aqui, para uma próxima vez irei usar a manteiga aquecida. Forre uma tarteira de 26 cm com a massa, molde-a com as suas mãos. Leve ao forno pré aquecido a 180 ºC por cerca de 15 a 20 minutos. Retire.

Barre com o leite condensado cozido. Corte as bananas às rodelas e cubra. Leve ao frigorífico, enquanto vai preparar o chantilly.

Para o chantilly, coloque as natas 15 minutos no congelador, bem como as varetas da batedeira e se tiver espaço a tigela onde as vai bater. Quanto mais frias melhor. Depois, vertem-se as natas na tigela e começam a bater-se. Vá adicionando o açúcar. E quando estão a engrossar visivelmente, adicione umas gotas de limão. Essas não vão alterar o sabor e ajudam a que o chantilly ganhe consistência. Embore eu ache que para decorar bolos nunca têm a consistência necessária. No Brasil parece que há à venda fixante para chantilly mas por aqui nunca encontrei. Sei que há quem use gelatina incolor... Irei testar isso. Porque só assim, o chantilly fica com consistência mas depois com o tempo desmancha... Bem, voltando à receita... Por fim, decore a tarte com o chantilly e leve ao frigorífico até servir:) Polvilhe com chocolate em pó.

Espero que goste!

03
Fev14

Tarte de chocolate e leite condensado

Bom Garfo

Há uns tempinhos, não sei precisar, pesquisei na net receitas de tarte de chocolate e encontrei uma fotografia aqui  que me deixou a salivar. Guardei. Este fim de semana, decidi fazer um docinho. Pensei num bolo ou tarte e dei a escolher vários aos filhotes. Eles, em total unanimidade, optaram por esta tarte de chocolate e leite condensado cuja foto também lhes abriu o apetite!

E lá fui para a cozinha levar a cabo a experiência. Alterei uma coisinha de nada em alguns dos procedimentos. Saiu deliciosa! E, curiosamente, não é enjoativa, não se torna muito doce. Talvez porque a cobertura de chocolate não leva açúcar e é feita com chocolate negro e a massa leva pouquíssimo açúcar... Aprovadíssima!

 

INGREDIENTES

Para a massa da tarte *:

50 g de açúcar

125 g de manteiga (usei Matinal magra)

2 ovos

180 g de farinha

40 g de cacau (ou chocolate em pó)

 

Para o recheio:

1 lata de leite condensado cozido

 

Para a cobertura:

1 pacote de natas (200 ml)

meia tabulete de chocolate de culinária (usei Nestlé)

manteiga q.b

 

PREPARAÇÃO

Bata o açúcar com a manteiga derretida.

Junte os ovos. Acrescente a farinha e o cacau.

Depois de todos os ingredientes bem misturados, coloque a massa numa forma de tarte. A massa é bastante mole. Não deixe espaços. Nesta operação, apesar de tudo, usei papel vegetal por baixo. Não foi preciso untar. Seguindo... Leve ao frigorífico por 20 minutos e depois fure-a com um grafo. Cubra com papel vegetal e leve ao forno cerca de 20 minutos a 180 ºC.  Volte a deixar arrefecer no frigorífico. Após a massa estar fria, barre o leite condensado homogeneamente por toda a superfície. E volte a colocá-la no frigorífico enquanto prepara a cobertura de chocolate. Para isso, parta o chocolate aos quadradinhos. Reserve. Numa caçarolinha coloque um poco de manteiga, apenas para que quando aquecida lhe forre o fundo. Junte as natas e misture. Acrescente o chocolate e vá mexendo bem até o creme começar a ferver e engrossar. Apague o lume. Deixe amornar só um pouquinho e verta por cima da tarte. Espalhe e alise. Leve de novo ao frio para que solidifique um pouco. Bom apetite!

 

SUGESTÃO PARA FACILITAR

* Ao fazer a tarte ocorreu-me que numa próxima vez talvez experimente substituir a confecção da massa aqui apresentada na receita por uma com bolacha maria de chocolate picada com um pouco de manteiga derretida:) 

Bons Garfos que me visitaram

Hit Counters
HTML Hit Counter

Mais sobre mim

foto do autor

Top blogs de receitas

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Links

  •  
  • APRESENTAÇÃO DA MINHA COZINHA...

  •  
  • Bolos

  •  
  • Bolos de tabuleiro

  •  
  • Doces de colher

  •  
  • Outros Doces

  •  
  • Quiches & Similares

  •  
  • Saladas

  •  
  • Entradas & Petiscos

  •  
  • Sopas

  •  
  • Carnes

  •  
  • Peixes

  •  
  • Mariscos

  •  
  • Moluscos

  •  
  • Outros pratos

  •  
  •  
  • Acompanhamentos

  •  
  • Receitas + saudáveis (menos calóricas)

  •  
  • Idéias Rápidas

  •  
  • Sugestões de decoração

  •  
  •  
  • Curiosidades sobre...

  •  
  •  
  • Para meter o garfo e a colher...

  •  
  •  
  • Utensílios de Cozinha & Mesa

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • OUTRAS COZINHAS QUE VISITO

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  • MAIS SOBRE MIM (PINTURA)

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D

    Bons garfos cá por casa


    My Stick Family from WiddlyTinks.com